31 de agosto de 2013

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO.


Deus quer te perdoar
Algumas pessoas duvidam da verdade expressada no título deste artigo. Alguns raciocinam que as suas vidas no passado foram tão vis e pecaminosos que um Deus que ama simplesmente não poderia perdoá-los. O apóstolo Paulo conviveu com as lembranças da sua vida anterior. Ele se identificou como o maior dos pecadores. Porém, ele acreditou que havia recebido a misericórdia e a graça de Deus. Algum dia ele se esqueceu completamente de segurar as vestes daqueles que apedrejaram Estevão? Ele se esqueceu completamente da sua missão de perseguir os cristãos? É duvidoso que tais memórias foram totalmente apagadas da sua cabeça. Porém Paulo se manteve firme na expectativa esperançosa do céu (2 Timóteo 4:6-8).
Os profetas do Velho Testamento são instrutivos a respeito do desejo de Deus e a capacidade de perdoar. Nós nos preocupamos sobre os pecados passados das nossas vidas que permanecem conosco. Considerem, porém, os israelitas. Foram escolhidos por Jeová como o veículo pelo qual o Messias viria. Foram abençoados imensuravelmente. Porém, cometeram a apostasia. O reino do norte, as dez tribos, foi levado ao cativeiro assírio e nunca mais funcionou como uma nação coesiva. O reino do sul foi enfim levado ao cativeiro babilônico. Eles voltaram após um período de setenta anos, conforme continuaram os planos e os propósitos de Deus.
Através de tudo, Deus deixou claro que ele desejava que seu povo se arrependesse. Eles deveriam se afastar de seus pecados; e quando assim fizeram, poderiam andar novamente numa relação de aliança com o seu Deus.
“Aborrecei o mal, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo; talvez o Senhor, o Deus dos Exércitos, se compadeça do resto de José” (Amós 5:15). Depois que Amós condenou os pecados dos vizinhos de Israel, ele direcionou a sua mensagem ao povo de Deus. Pecados, como oprimir os pobres, aceitar propinas, usar balanças desonestas em transações de negócios, e se aproveitar dos pobres eram comuns entre o povo de Deus. Eles deveriam aprender a odiar estes pecados e deveriam estar envolvidos ativamente na busca daquilo que era bom. Talvez o Senhor os perdoasse. Presumir que o Senhor sempre estará presente para nos perdoar é presumir em relação à bondade e a graça de Deus. Quando o pecado é cometido, precisa ser resolvido de uma vez.
“Vinde, pois, e arrazoemos, diz o Senhor; ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornarão brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornarão como a lã. Se quiserdes e me ouvirdes, comereis o melhor desta terra” (Isaías 1:18-19). Israel deveria considerar a sua condição diante de Deus; a única escolha real era a oportunidade de se arrepender e obedecer a Deus. Jeová assegura a Israel que mesmo que seus pecados fossem escarlates, poderiam se tornar tão brancos quanto à neve. A adoração, o sacrifício e um relacionamento de aliança a Jeová através da Lei não era o suficiente. A vida e o comportamento individual de cada pessoa estavam a mostra diante de Deus.
E assim é hoje. Nós consentiremos e obedeceremos? O caminho do Senhor é o único caminho para o perdão.
(–por Randy Harshbarger) Que Deus Abençoe a Todos Pr Antonio Marques.

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 18:31-43; 2 Tessalonicenses 2:1-12; Salmo 55; Provérbios 14:1-8; Jeremias 21-22.  

Versículo Especial“Confia os teus cuidados ao Senhor, e ele te susterá; jamais permitirá que o justo seja abalado” (Salmo 55:22).  

Pensamento BíblicoAcolheram o Amor da Verdade (2 Tessalonicenses 2:9-12). Satanás trabalha ativamente para enganar e muitos caem nas presas de suas tramas. Estes versículos nos relembram as defesas essenciais contra os seus enganos:  
   Temos que crer na verdade (versículo 12).
   Temos que amar a verdade (versículo 10).  
Este amor nos levará a estudar com respeito por Deus e determinação de aprender sua vontade. O verdadeiro amor nos motivará a pôr o conhecimento em prática.  

Ação: Cultive seu amor da verdade.

30 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 18:18-30; 2 Tessalonicenses 1; Salmo 54; Provérbios 13:20-25; Jeremias 19-20.  

Versículo Especial“Escuta, ó Deus, a minha oração, dá ouvidos às palavras da minha boca” (Salmo 54:2).  

Pensamento BíblicoFogo em Seus Ossos (Jeremias 20:7-11). Jeremias estava agoniado por causa do peso de sua carga profética. Ele tinha proclamado a verdade, o que lhe resultou em perigo pessoal. Jeremias reagiu como muitos o fazem hoje em dia: decidiu que era duro demais. Ele deixou de ensinar a palavra de Deus (versículos 7-9). Porém ele não podia ficar calado. A palavra tinha que sair, de modo que ele falou novamente, sabendo como isso seria muito difícil. Ele depositou confiança no Deus magnífico e todo-poderoso e voltou ao trabalho.  

Ação: Não se contenha. Partilhe o evangelho com o mundo.

29 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 18:9-17; 1 Tessalonicenses 5:12-28; Salmo 53; Provérbios 13:13-19; Jeremias 17-18.  

Versículo Especial“Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor” (Jeremias 17:7).  

Pensamento Bíblico: Nações de Argila nas Mãos do Oleiro  (Jeremias 18:1-11). Ao apelar a Judá para se arrepender, Deus permite-nos entender seu domínio sobre o destino das nações. Dois pontos são particularmente claros: 
   Deus determina se nações vão se levantar ou cair, e
   O resultado pode ser mudado se a conduta da nação mudar.  
O que aprenderemos? Veja Provérbios 14:34.    

Ação: Obedeça a Deus. Sua obediência é crucial para se salvar e até para salvar nações inteiras da destruição.

28 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 18:1-8; 1 Tessalonicenses 5:1-11; Salmo 52; Provérbios 13:7-12; Jeremias 15-16.  

Versículo Especial“Consolai-vos, pois, uns aos outros e edificai-vos reciprocamente, como também estais fazendo” (1 Tessalonicenses 5:11).  

Pensamento Bíblico“Como Ladrão de Noite” (1 Tessalonicenses 5:1-11). A volta de Cristo será súbita e sem aviso. Paulo nos instrui, portanto, para estarmos preparados todo o tempo. Nossas vidas não devem ser preenchidas por obras da escuridão. Em vez disso, devemos andar na luz, para podermos enfrentar o Senhor sem medo. A volta de Cristo será um dia de angústia para os ímpios, e um dia de glória para os fiéis.  

Ação: “Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios” (1 Tessalonicenses 5:6).

27 de agosto de 2013

NOTICIA DO DIA




ATENÇÃO TODOS OS OUVINTE DA RÁDIO VIDA PELA INTERNET NOSSO ENDEREÇO ELETRÔNICO MUDOU AGORA E www.radiovidafm93.com VOCÊ E MUITO IMPORTANTE E ESPECIAL PARA NOS DA RÁDIO,UM GRANDE ABRAÇO DE TODA A EQUIPE PEÇA SEUS AMIGOS PARA SEREM UM OUVINTE DE NOSSA RÁDIO UM BEIJO NO CORAÇÃO PASTOR ANTONIO MARQUES.

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 17:20-37; 1 Tessalonicenses 4:9-18; Salmo 51; Provérbios 13:1-6; Jeremias 13-14.  

Versículo Especial“Cria em mim, ó Deus, um coração puro e renova dentro em mim um espírito inabalável” (Salmo 51:10).  

Pensamento BíblicoFalsos Profetas Oferecem Conforto aos Condenados (Jeremias 14:13-16). Jeremias estava em guerra para salvar sua nação. Judá estava indo rapidamente em direção a sua ruína, e pregadores estavam proclamando doutrinas conflitantes. Jeremias falava a verdade. Ele falou ao povo sobre a destruição que se aproximava por causa de sua persistência no pecado. Muitos outros falavam mentiras. Eles asseguravam o povo de que nenhum desses terrores apareceria. Eles lhes diziam que Deus estava satisfeito com o seu comportamento e não haveria de puni-los. Eles mentiam. Jeremias estava certo. Deus, de fato, destruiu esta nação infiel naquela geração. Infelizmente, muitos pregadores hoje imitam estes falsos profetas. Necessitamos de homens com a integridade de Jeremias!  

Ação: Teste os mestres. Rejeite as palavras dos falsos profetas que aprovam e encorajam o pecado.

26 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 17:11-19; 1 Tessalonicenses 4:1-8; Salmo 50; Provérbios 12:23-28; Jeremias 11-12.  

Versículo Especial:  O que me oferece sacrifício de ações de graças, esse me glorificará; e ao que prepara o seu caminho, dar-lhe-ei que veja a salvação de Deus” (Salmo 50:23).  

Pensamento BíblicoAdore o Senhor com Gratidão (Lucas 17:11-19). Esta história da cura de dez leprosos deveria dar a todos os cristãos uma oportunidade para se examinarem. Jesus limpou-nos de uma coisa muito mais mortífera do que a lepra. Somos em nossas vidas como os nove, que se foram e não voltaram? Nossa gratidão pela salvação do pecado tem que nos motivar a glorificar a Deus, em adoração contínua.  

Ação: Adore o Deus que nos limpa do pecado. Mostre sua gratidão pela maneira como você aproveita o dia de hoje.

25 de agosto de 2013

REFLEXÃO DA SEMANA


Pare um minutinho e reflita 
O dia mais belo? Hoje.
A coisa mais fácil? Errar.
O maior obstáculo? O medo.
O maior erro? O abandono.
A raiz de todos os males? O egoísmo.
A distração mais bela? O trabalho.
A pior derrota? O desânimo.
Os melhores professores? As crianças.
A primeira necessidade? Comunicar-Se.
O que mais lhe faz feliz? Ser útil aos demais.
O maior mistério? A morte.
O pior defeito? O mau humor.
A pessoa mais perigosa? A mentirosa.
O sentimento mais ruim? O rancor.
O presente mais belo? O perdão.
O mais imprescindível? O lar.
A rota mais rápida? O caminho certo.
A sensação mais agradável? A paz interior.
A proteção efetiva? O sorriso.
O melhor remédio? O otimismo.
A maior satisfação? O dever cumprido.
A força mais potente do mundo? A fé.
As pessoas mais necessárias? Os pais.
A mais bela de todas as coisas? O amor. 

Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 17:1-10; 1 Tessalonicenses 3; Salmo 49; Provérbios 12:17-22; Jeremias 9-10.  

Versículo Especial“Eu sei, ó Senhor, que não cabe ao homem determinar o seu caminho, nem ao que caminha o dirigir os seus passos” (Jeremias 10:23).  

Pensamento BíblicoO Homem não Pode Dirigir Seus Próprios Passos (Jeremias 10:23-24). A resposta da Bíblia para as filosofias humanas é clara: não dão certo! Quando as pessoas procuram explicar sua existência e propósito sem Deus, elas terminam com incontáveis perguntas e nenhuma resposta satisfatória. Em vez de nos voltarmos para filosofias pomposas, precisamos voltar-nos para Deus, para dizer: “Castiga-me, ó Senhor, mas em justa medida.”  

Ação: Encontre seu propósito de vida na palavra de Deus.

24 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 16:19-31; 1 Tessalonicenses 2:13-20; Salmo 48; Provérbios 12:12-16; Jeremias 7-8.  

Versículo Especial“Que este é Deus, o nosso Deus para todo o sempre; ele será nosso guia até à morte” (Salmo 48:14).  

Pensamento BíblicoSe Eles Não Ouvem . . . (Lucas 16:19-31). A história do homem rico e Lázaro demonstra as conseqüências de nossas escolhas na vida. A troca final de palavras entre o homem condenado (rico?) e Abraão também nos recorda o poder e suficiência da palavra de Deus. Abraão diz que não adianta mandar um mensageiro do túmulo para contar os fatos sobre a eternidade. A palavra revelada de Deus, ele insiste, é suficiente.  

Ação: Ouça a palavra de Deus enquanto é tempo!

23 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 16:14-18; 1 Tessalonicenses 2:1-12; Salmo 47; Provérbios 12:7-11; Jeremias 5-6.  

Versículo Especial“Deus é o rei de toda a terra; salmodiai com harmonioso cântico” (Salmo 47:7).  

Pensamento Bíblico“Porém, que Fareis Quando estas Cousas Chegarem ao Seu Fim?” (Jeremias 5:30-31). Muitas pessoas fazem escolhas espirituais na base dos benefícios imediatos para eles mesmos ou para a sociedade. Há, freqüentemente, pouco pensamento com a eternidade. Jeremias oferece a análise de Deus: “Cousa espantosa e horrenda se anda fazendo na terra: os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes dominam de mãos dadas com eles; e é o que deseja o meu povo. Porém, que fareis quando estas cousas chegarem ao seu fim?”  

Ação: Viva hoje preparando-se para “o fim”.

22 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 16:1-13; 1 Tessalonicenses 1; Salmo 46; Provérbios 12:1-6; Jeremias 3-4.  

Versículo Especial“Deus é o nosso refúgio e fortaleza, socorro bem presente nas tribulações” (Salmo 46:1).  

Pensamento Bíblico: Sendo Fiel no Que é Pouco (Lucas 16:1-13). A parábola do administrador infiel mostra um homem usando os recursos ao seu alcance para se preparar para o futuro. Ela não aprova a desonestidade, mas nos lembra que nós seremos tirados da nossa função, isto é, da posse dos bens materiais. E a lição? Use as “pequenas” coisas, tais como o dinheiro, para servir àquele que proporcionará um lar eterno para os fiéis.  

Ação: Use sua riqueza terrestre para glorificar seu verdadeiro proprietário: Deus.

21 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 15:20-32; Colossenses 4:10-18; Salmo 45; Provérbios 11:27-31; Jeremias 1-2.  

Versículo EspecialO fruto do justo é árvore de vida, e o que ganha almas é sábio” (Provérbios 11:30).  

Pensamento BíblicoUm Irmão Ciumento (Lucas 15:20-32). Depois de dispor seu assunto em três parábolas, Jesus agora começa a trabalhar em terreno novo, corrigindo os fariseus que se consideravam justos (veja 15:2). O perdido pode voltar. O Pai e seus servos se alegram quando ele volta. Este irmão mais velho reflete a atitude dos fariseus (e talvez de alguns cristãos?) que se sentiram postos de lado, quando os pecadores vieram a Deus. O ciúme é mortífero!  

Ação: Você conhece pessoas que precisam ser conduzidas de volta ao Senhor. Tente salvar uma hoje!.

20 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 15:11-19; Colossenses 4:1-9; Salmo 44; Provérbios 11:22-26; Isaías 64-66.  

Versículo Especial“Perseverai na oração, vigiando com ações de graças” (Colossenses 4:2).  

Pensamento Bíblico: O Filho Perdido (Lucas 15:11-19). Esta é a terceira de uma série de parábolas sobre os perdidos. Três pessoas principais são apresentadas: um pai e dois filhos. Estes versículos chamam a atenção para os maus caminhos do filho mais novo (o pródigo). Pródigo significa gastador, e essa palavra descreve este jovem, quando ele esbanjava os recursos que seu pai havia doado a ele.  
A comparação com este filho é clara. Ele é qualquer pessoa que gasta sua vida e os recursos que Deus lhe deu. O dinheiro se acaba, a vida é jogada fora e não há satisfação duradoura na libertinagem e no pecado.  
Este filho caiu em si e resolveu voltar a seu pai. Quando desgarramos de Deus, precisamos ter a mesma determinação para voltar com humildade.  

Ação: Você está separado de Deus pelo pecado? Volte hoje mesmo!

19 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 15:1-10; Colossenses 3:18-25; Salmo 43; Provérbios 11:16-21; Isaías 62-63.  

Versículo Especial“Eu vos afirmo que, de igual modo, há júbilo diante dos anjos de Deus por um pecador que se arrepende” (Lucas 15:10).  

Pensamento Bíblico: Encontrando os Perdidos (Lucas 15:1-10). Estes versículos contêm as primeiras duas de três parábolas sobre os perdidos. Estas duas (a ovelha perdida e a moeda perdida) ressaltam as comemorações do céu quando o perdido é achado e recuperado. A atitude de Deus é diretamente oposta à atitude dos fariseus (v. 2). Eles desprezavam os pecadores. Deus os ama e quer tê-los de volta. Qual atitude mostramos com nossas ações?  

Ação: Procure os perdidos.

18 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 14:25-35; Colossenses 3:12-17; Salmo 42; Provérbios 11:12-15; Isaías 60-61.

Versículo Especial“Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição” (Colossenses 3:14).  

Pensamento Bíblico: Características do Povo de Deus (Colossenses 3:12-17). Paulo faz uma lista de diversas qualidades daqueles que amam o Senhor. Leia-as todas, e preste atenção nestas: os cristãos perdoarão (v.13), amarão (v. 14), deixarão que a paz de Deus reine (v. 15) e farão tudo no nome do Senhor Jesus (v. 17). Estes versículos oferecem um claro e belo contraste com a pessoa ímpia, descrita no trecho anterior.  

Ação: “E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus . . .” (Colossenses 3:17).

17 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 14:15-24; Colossenses 3:1-11; Salmo 41; Provérbios 11:7-11; Isaías 58-59.  

Versículo Especial“Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as cousas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus” (Colossenses 3:1).  

Pensamento Bíblico: Tire o Velho; Revista o Novo (Colossenses 3:1-11). Tornar-se um cristão requer conversão. Paulo nos diz aqui, em palavras práticas, a natureza desta mudança. Temos que despir SmatarS as obras do pecado. Prostituição, ira, malícia, cobiça, linguagem obscena, e tudo o que é mau devem ser removidos. Temos que nos revestir de uma nova pessoa, uma cujo caráter espiritual está na imagem de Deus. Que mudança!  

Ação: “Pensai nas cousas lá do alto . . .” (Colossenses 3:2). 

16 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 14:7-14; Colossenses 2:11-23; Salmo 40; Provérbios 11:1-6; Isaías 56-57.  

Versículo Especial“As riquezas de nada aproveitam no dia da ira, mas a justiça livra da morte” (Provérbios 11:4).  

Pensamento Bíblico“Mas o Peso Justo é o Seu Prazer” (Provérbios 11:1). O mundo dos negócios é duro e freqüentemente é muito competitivo. Alguns negociantes recorrem à fraude e ao engano, em busca do lucro. A atitude de Deus, quanto à desonestidade no comércio (ou em qualquer outra área), é clara. Honestidade não é só a melhor política; é a política correta. 

Ação: Seja honesto em todos os seus procedimentos, de modo que as pessoas possam confiar na sua palavra e conhecer seu Senhor. “Antes seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não” (Tiago 5:12).

15 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 14:1-6; Colossenses 2:1-10; Salmo 39; Provérbios 10:27-32; Isaías 54-55.  

Versículo Especial“Também, nele, estais aperfeiçoados. Ele é o cabeça de todo principado e potestade” (Colossenses 2:10).  

Pensamento Bíblico“Também, Nele, Estais Aperfeiçoados” (Colossenses 2:6-10). As filosofias humanas, freqüentemente, menosprezam Cristo e seu papel. Ele é considerado por alguns como um mito, por outros como um grande, mas falível mestre. Alguns o retratam como um homem repressor e mau que nos nega a satisfação verdadeira na vida. Paulo nos adverte sobre tais quadros errados de Jesus. Ele nos lembra da perfeição de Cristo e do nosso aperfeiçoamento nele. Significado real e realização na vida não serão achados nas filosofias humanas, mas em Jesus Cristo.  

Ação: Permita que o poder de Jesus renove sua vida.

14 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 13:22-35; Colossenses 1:19-29; Salmo 38; Provérbios 10:23-26; Isaías 52-53.  

Versículo Especial“Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo caminho, mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos” (Isaías 53:6).   

Pensamento Bíblico: “Ele Foi Traspassado Pelas Nossas Transgressões” (Isaías 52:13-53:12). Numa das mais famosas profecias do Velho Testamento, Isaías descreve o sacrifício voluntário de Jesus Cristo. Embora Jesus foi rejeitado pelo seu próprio povo, ele pagou a pena pelos nossos crimes. Ele silenciosamente aceitou sua condenação, embora “nunca fez injustiça, nem dolo algum se achou em sua boca.”  

Ação: Agradeça a Deus pelo sacrifício voluntário do Salvador sem pecado.

13 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 13:10-21; Colossenses 1:9-18; Salmo 37:21-40; Provérbios 10:18-22; Isaías 49-51.  

Versículo Especial“Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Colossenses 1:13).  

Pensamento Bíblico“Não Cessamos de Orar por Vós” (Colossenses 1:9-12). As cartas de Paulo contêm alguns excelentes exemplos de orações por outros cristãos. Pense cuidadosamente nas palavras desta oração: “Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós, e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual; a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra, e crescendo no pleno conhecimento de Deus; sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria, dando graças ao Pai que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz.”  

Ação: Seguindo o exemplo de Paulo, ore por seus irmãos e irmãs no Senhor.

12 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 13:1-9; Colossenses 1:1-8; Salmo 37:1-20; Provérbios 10:11-17; Isaías 46-48.  

Versículo EspecialO caminho para a vida é de quem guarda o ensino, mas o que abandona a repreensão anda errado”(Provérbios 10:17).  

Pensamento Bíblico“Se Encurvam, Não Podem Salvar a Carga” (Isaías 46). Jeová, diretamente, desafia os ídolos que continuavam a fascinar seu povo. Ele pede a esse povo que pense em dois contrastes:  
   Poder. Deus nos conduz e nos apóia, porque foi ele que nos criou.  Os ídolos são cargas pesadas e impotentes para serem carregadas por seus fazedores.
   Profecia. Só Deus pode, sem falhar, predizer o futuro, porque a ele o futuro pertence.  

Ação: Certifique-se de que está servindo o Deus todo-poderoso do céu.  

11 de agosto de 2013

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO

A edificação da igreja do Senhor

A fundação da igreja
O apóstolo Pedro é um personagem interessante descrito nos evangelhos. Ele parece ter sido uma pessoa apaixonada, talvez até impetuosa (considere João 13:6-10; Mateus 16:22-23). Ele não parece ter sido uma “pedra” durante o ministério na terra, como sugere o seu apelido. Na noite da traição, Pedro afirmou firmemente a sua lealdade para com Jesus, porém poucas horas depois ele negou o seu Senhor três vezes, até usando linguagem forte neste processo (Mateus 26:33-35, 69-75).
Alguns têm tomado o significado do nome de Pedro e ensinam que ele é a fundação da igreja do Senhor. Chegam a tal conclusão principalmente através de uma conversa entre o Senhor e Pedro em que Pedro identificou o Senhor e o Senhor prometeu estabelecer a sua igreja nesta “pedra” (Mateus 16:16-19). O Senhor disse, “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela” (Mateus 16:18).
Há vários problemas com esta interpretação destes versículos. Primeiro, as palavras gregas traduzidas como “Pedro” e “pedra” no versículo 18 são palavras diferentes; nem são do mesmo gênero! Depois Pedro descreveu Jesus como uma “pedra” (1 Pedro 2:8), usando a mesma palavra traduzida “pedra” em Mateus 16:18. A “pedra” sobre a qual Jesus edificou a sua igreja é o fato da sua divindade, o fato destacado na confissão de Pedro (Mateus 16:16).
Aqueles que obedecem ao evangelho devem confessar com a boca a sua fé em Jesus Cristo, como Filho de Deus (Romanos 10:9-10; Atos 8:37). Esta fé serve como base da justificação do homem (Romanos 1:16-17; 3:21-28).
Em Mateus 16:19, Jesus prometeu dar a Pedro as chaves do reino, sugerindo que o céu respeitaria qualquer coisa que o apóstolo ligasse ou desligasse. A Igreja Católica alega que esta passagem mostra a superioridade de Pedro, mas esta mesma promessa foi dada por Jesus a todos os apóstolos em Mateus 18:18 (o objeto em 16:19 é “te”, mas em 18:18 é “vos”). Não foi dada a Pedro nenhuma autoridade especial nesta passagem além daquela que todos os apóstolos exerceriam.
“Apascenta as minhas ovelhas” foram as palavras que Jesus disse a Pedro depois de sua ressurreição (João 21:17). Isto não significa que Pedro foi encarregado com uma responsabilidade diferente de todos os outros apóstolos? Certamente não. Todos os apóstolos deveriam ser guiados pelo Espírito Santo em toda a verdade (João 16:13), mas o Senhor falou especificamente a Pedro nesta ocasião por causa das negações do apóstolo mencionadas anteriormente neste artigo. Pedro negou o Senhor três vezes; Jesus lhe deu a oportunidade de reafirmar o seu amor por seu Professor três vezes.
Em Mateus 18:1, os discípulos perguntaram a Jesus: “Quem é, porventura, o maior nos reinos dos céus?”. Que oportunidade maravilhosa para o Senhor reafirmar a superioridade de Pedro, se Pedro fosse assegurar a posição especial que lhe foi atribuída, depois, pela Igreja Católica! Jesus não disse nada disso!
(–por Allen Dvorak Que Deus abençoe Todos Pr Antonio Marques

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO

Adoração aceitável
Uma boa parte do livro de Êxodo é composta por instruções sobre a construção do tabernáculo, seus móveis e as construções resultantes. Foi ordenado a Moisés, “Vê, pois, que tudo faças segundo o modelo que te foi mostrado no monte” (Êxodo 25:40; veja também 25:9; 26:30). Desde as cortinas da tenda até os móveis de dentro, instruções específicas foram dadas sobre como tudo deveria ser feito. Quando o tabernáculo foi montado por Moisés, uma nuvem o cobriu e a glória do Senhor o encheu (Êxodo 40:33-35). Era uma época emocionante para o povo de Israel.
Instruções detalhadas foram dadas sobre o processo elaborado para consagrar Arão e seus filhos como sacerdotes (Êxodo 29). Arão e seus filhos foram lavados com água e vestidos com roupas especiais feitas para eles. Foram ungidos com óleo e sacrifícios foram oferecidos. Sangue foi colocado na ponta de suas orelhas direitas, no dedão das suas mãos direitas e dos seus pés direitos. Durante sete dias Arão e seus filhos ficaram na porta do tabernáculo (Levítico 8).
No oitavo dia, ofereceram holocaustos no altar no pátio do tabernáculo e no final dos holocaustos, a glória do Senhor apareceu ao povo e fogo veio do Senhor e consumiu o que estava sobre o altar, causando uma grande impressão no povo (Levítico 9:23-24).
Até este ponto, tudo foi feito de acordo com as instruções do Senhor. Infelizmente, dois dos filhos de Arão, Nadabe e Abiú, decidiram, por algum motivo, colocar fogo nos seus incensários e incenso no fogo que era um holocausto ao Senhor. Fogo veio do Senhor novamente, mas desta vez matou estes dois homens (Levítico 10:1-2).
Que castigo severo! Nadabe e Abiú não eram culpados de idolatria ou feitiçaria. Não eram culpados de imoralidade sexual ou violência, nem mesmo de assassinato. Todavia, morreram rapidamente na mão do Senhor. O que poderia ser tão terrível sobre oferecer fogo e incenso ao Senhor? Não é este o papel dos sacerdotes, oferecer sacrifícios?
O autor Moisés informa-nos que estes dois homens estavam oferecendo “fogo estranho”, que o Senhor não havia ordenado (Levítico 10:1). Claramente, o Senhor não aceitou este fogo, independente do quanto eram sinceros, entusiasmados ou bem intencionados no que possam ter feito. O Senhor disse a Arão através de Moisés que aqueles que chegam a ele tem que ver a sua santidade. O Senhor deve ser glorificado perante o povo por aqueles que chegam a ele (10:3).
Não é pouca coisa ignorar as instruções do Senhor sobre a adoração ou sobre qualquer coisa! Deus não é glorificado quando eu o adoro de acordo com meus próprios desejos. Nadabe e Abiú aprenderam tarde demais que Deus não aceita adoração qualquer que lhe oferece. Nossa adoração deve ser de acordo com o “padrão” que ele tem revelado na sua palavra.
(–por Allen Dvorak) Que Deus Abençoe a Todos Pr Antonio Marques.

REFLEXÃO DA SEMANA

Desejo a você 
Desejo que você
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la.
Não há céu sem tempestades, nem caminhos sem acidentes.
Só é digno do pódio quem usa as derrotas para alcançá-lo.
Só é digno da sabedoria quem usa as lágrimas para irrigá-la.
Os frágeis usam a força; os fortes, a sabedoria.
Seja um sonhador, mas una seus sonhos com disciplina,
Pois sonhos sem disciplina produzem pessoas frustradas.
Seja um debatedor de ideias. Lute pelo que você ama.
Augusto Cury.

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 12:49-59; Filipenses 4:10-23; Salmo 36; Provérbios 10:6-10; Isaías 44-45.  

Versículo Especial“Digo isto, não por causa da pobreza, porque aprendi a viver contente em toda e qualquer situação” (Filipenses 4:11).  

Pensamento BíblicoAprendendo a Estar Contente (Filipenses 4:11). Vivemos em uma sociedade descontente. As pessoas querem mais dinheiro, mais coisas, mais emoção. Poucos param para contar suas bênçãos, porque estão muito ocupados contando e cobiçando as bênçãos dos outros. Essa fome por mais e mais não se satisfaz nunca. Em vez de tentar atingir essas metas mundanas, precisamos imitar Paulo. Podemos resolver ficar contentes.  

Ação: Conte suas bênçãos e decida pelo contentamento.

10 de agosto de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 12:35-48; Filipenses 4:1-9; Salmo 35:15-28; Provérbios 10:1-5; Isaías 42-43.  

Versículo Especial“Alegrai-vos sempre no Senhor; outra vez digo: alegrai-vos”  (Filipenses 4:4).   

Pensamento Bíblico: “Seja Isso o Que Ocupe o Vosso Pensamento” (Filipenses 4:8). Um dos desafios mais difíceis que enfrentamos é o domínio de nossos próprios pensamentos. Os meios de comunicação assaltam continuamente nossas mentes, quando nossa sociedade oferece-nos muito sobre o que pensar. Paulo manda-nos escolher sobre o que refletir, meditar sobre coisas que são puras e sadias. Satanás não pode controlar mentes que estão repletas com o bem.  

Ação: Medite em coisas que são boas e puras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...