26 de setembro de 2016

ANDANDO NA VERDADE

Resultado de imagem para bíblia evangélica
“Saberão que Eu Sou o Senhor”

“Saberão que eu sou o Senhor, seu Deus, quando virem que eu os fiz ir para o cativeiro entre as nações, e os tornei a ajuntar para voltarem à sua terra, e que lá não deixarei a nenhum deles” (Ezequiel 39:28). As mensagens do profeta Ezequiel, comunicadas ao povo de Israel no 6º século a.C., relatam mais de 60 vezes que Deus usou este refrão: “Saberão que eu sou o Senhor. O versículo citado acima é a última vez que a frase aparece, e um exemplo perfeito do uso destas palavras no livro de Ezequiel, porque trata da justiça e da graça do Senhor. Ao longo do livro, Deus se manifesta de várias maneiras:
(1) Deus mostra sua divindade quando castiga os malfeitores. A justiça de Deus é uma qualidade fundamental vinculada à sua perfeita santidade. Ao castigar os perversos, ele mostra a sua divindade. No livro de Ezequiel, ele traz a justiça contra a nação rebelde de Israel (6:7; 11:10; 23:49; etc.) e contra os falsos profetas e líderes que conduziam o povo à destruição (13:9,21). Ele também castiga as nações gentias, mostrando sua soberania como Senhor dos senhores (25:5-7,11,17; 28:22; 29:9; cf. Daniel 4:32). Só Deus executa a justiça perfeita no julgamento das nações.
(2) Deus mostra sua divindade quando estende sua misericórdia. Quando Deus aceita de volta e promete amar Israel, sua esposa infiel, ele demonstra a graça não merecida pela nação pecadora (16:62). Ele disse: “Sabereis que eu sou o Senhor, quando eu proceder para convosco por amor do meu nome, não segundo os vossos maus caminhos” (20:44). Só Deus é capaz de dar vida a uma pessoa ou a uma nação que está morta no pecado (37:6,13; cf. Efésios 2:5).
(3) Deus mostra sua divindade quando fala para guiar o homem. Porque ele é Deus, tem o direito e a capacidade para guiar as suas criaturas. Fora o livro de Ezequiel, os outros livros em que mais aparece a afirmação “Eu sou o Senhor” são os livros de Êxodo Levítico, livros em que Moisés relata os mandamentos dados aos israelitas. Quando Deus resume a história do povo, em Ezequiel 20, ele vincula os seus mandamentos à sua divindade: “Eu sou o Senhor, vosso Deus; andai nos meus estatutos, e guardai os meus juízos, e praticai-os” (20:19).
No Novo Testamento, Paulo falou dos mesmos aspectos do caráter divino como motivos para nossa obediência à palavra do Senhor: “Considerai, pois, a bondade e a severidade de Deus...” (Romanos 11:22).
(–por Dennis Allan).Que Deus abençoe a todos pastor Antonio Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...