9 de abril de 2017

ANDANDO NA VERDADE

Resultado de imagem para versículos do dia de hoje

O Fim de Todo o Nosso Desejo

“Como suspira a corça pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.”– Salmo 42:1,2
Dentro de cada anseio está o desejo mais profundo pelo qual fomos criados, o desejo por Deus. Podemos não reconhecer nem saber dar um nome após sentir. Talvez possamos até tentar negar. Mas tendo sido criados na imagem dele, não podemos negar o desejo pelo nosso Criador mais do que podemos desfazer a natureza de nosso ser. “Em algum lugar nas profundezas da infinidade, fica uma parte escondida de nós mesmos: aquilo que não trouxemos conosco para esta vida, a peça que falta, aquela que nos deixa incompletos e gera um anseio de nos ligarmos novamente à fonte de nossa existência, além de uma visão distorcida de perfeição e inocência” (Paul Ciholas).
Deve se notar que ter Deus como nossa necessidade mais profunda não é a mesma coisa que senti-lo como nosso desejo mais profundo. Certamente sentimos de forma mais intensa a nossa necessidade quando estamos sofrendo. Mas a realidade é que precisamos de Deus a cada instante, e devemos desejá-lo sempre. Não precisamos menos de Deus quando estamos felizes do que quando não estamos. A cada dia e todos os dias “nele vivemos, e nos movemos, e existimos” (Atos 17:28). Como a nossa necessidade mais profunda, mais constante, ele deve também ser o nosso desejo mais profundo sentido pelo coração.
Das infinitas riquezas de sua graça, Deus tem a capacidade de suprir as nossas necessidades. Ele tem cada tesouro pelo qual anseiam os nossos corações, e somente ele “pode satisfazer até o último abismo de mágoa da alma humana” (Oswald Chambers). A vontade de Deus é que o busquemos sinceramente e façamos a ele as nossas súplicas a respeito de cada lugar vazio dentro de nós. “Acheguemo-nos, portanto, confiadamente, junto ao trono da graça, a fim de recebermos misericórdia e acharmos graça para socorro em ocasião oportuna” (Hebreus 4:16).
Mas além de cada uma de nossas necessidades inferiores, Deus próprio é o fim de todo o nosso desejo. Ele é o alvo de nossa existência, o cumprimento de tudo aquilo que fomos criados para ser. “Senhor...no teu nome e na tua memória está o desejo da nossa alma” (Isaías 26:8).
O Senhor nos acorda para deliciarmos no seu louvor; pois o Senhor nos fez para ti, e nosso coração não encontra descanço até descansar em ti. (Agostinho de Hippo)
(–por Gary Henry).Que Deus abençoe a todos pastor Antonio Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...