30 de novembro de 2010

MENSAGENS PARA SEU CORAÇÃO




Como se Encher do Espírito
O servo de Deus procura evitar o mal e encher a vida com o bem. Paulo deu um exemplo desse contraste: "E não vos embriagueis com vinho ... mas enchei-vos do Espírito"(Efésios 5:18). Para evitar a embriaguez, devemos ficar longe da bebida (Provérbios 23:31), e devemos nos encher do Espírito. Mas como nos tornar cheios do Espírito? Paulo oferece três sugestões práticas nos versículos seguintes.
Cantar louvores a Deus (Efésios 5:19). Muitas pessoas bebem para lidar com - ou melhor, fugir de -- problemas e dificuldades emocionais. Uma das melhores defesas contra a tristeza e a depressão é o cantar. Por meio de salmos, hinos e cânticos espirituais conseguimos ensinar e encorajar outros, honrar a Deus e levantar o nosso próprio espírito por pensar nas grandezas do Senhor. Cânticos servem, também, em momentos de alegria, como meio de mostrar a nossa gratidão a Deus (Tiago 5:13).
Dar graças a Deus (Efésios 5:20). Pessoas carnais normalmente se preocupam com as coisas deste mundo. Freqüentemente são dominadas por cobiça, inveja, raiva e frustração no meio às dificuldades do cotidiano. O discípulo de Jesus, porém, olha para cima (Colossenses 3:1-10; Tiago 3:14-18). Quando pensamos nas coisas de Deus e nas bênçãos espirituais que temos em Cristo (Efésios 1:3), teremos muitos motivos para lhe mostrar a nossa gratidão.
Sujeitar-nos uns aos outros (Efésios 5:21). Uma das maiores fontes de satisfação na vida é o serviço aos outros. Pessoas ambiciosas e egoístas raramente sentem contentamento. Mas quando servirmos aos outros, imitando o exemplo do nosso Salvador, sentimos a alegria de nos entregar para o bem dos outros. Jesus disse: "Mais bem-aventurado é dar que receber" (Atos 20:35).
Quer ser mais espiritual? Cante, agradeça e sirva!
(-por Dennis Allan)
Que Deus Abençoá a Todos
Pr.Antonio

MEDITAÇÃO DO DIA



Versículo Especial: “Novo mandamento vos dou: que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros” (João 13:34).  
Pensamento Bíblico: Um Novo Mandamento (João 13:34-35). Note a ligação entre a leitura de hoje em João 13 e 1 João 4. “Devemos nós também amar uns aos outros” como Cristo mostrou amor por nós. Seu amor não foi fácil. Às vezes exigia forte repreensão. Acima de tudo, seu amor era um sacrifício: Ele deu sua própria vida para tornar possível nossa salvação. Se mostrarmos tal amor, outros saberão que pertencemos a Jesus!  
Ação: Mostre amor a outras pessoas: procure a salvação delas.

29 de novembro de 2010

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO






Buscar o coração de Deus
“Já agora não subsistirá o teu reino. O Senhor buscou para si um homem que lhe agrada e já lhe ordenou que seja príncipe sobre o seu povo, porquanto não guardaste o que o Senhor te ordenou” (1 Samuel 13:14).
A grandeza de caráter que distinguiu Davi de Saul não foi pelas circunstâncias externas de Davi nem nos seus atributos natos, mas na disposição escolhida pelo seu coração. Ele era um homem que buscava o coração de Deus. Quais atributos são sugeridos nesta frase incrível? Não há dúvida que a essência do caráter de Davi poderia ser descrita de várias maneiras, mas a história de sua vida indica, pelo menos, os seguintes requisitos, se for para sermos do mesmo calibre espiritual que ele.
Devemos genuinamente respeitar a vontade de Deus. Como um homem de fé, podia contar com Davi para confiar implicitamente na sabedoria de Deus, cumprir as instruções de Deus fielmente, e depender humildemente da ajuda de Deus. Ele mostrou o seu respeito pelapessoa de Deus levando a vontade de Deus com toda a seriedade, e esta disposição não é menos necessária por nós que por ele. É inútil almejar o caráter de Deus se você não estiver disposto, como Davi estava, a se mexer ao comando de Deus.
Devemos reverentemente arrepender-nos do pecado. A integridade de Davi nunca é vista mais claramente que naquelas ocasiões em que ele era confrontado com o fato do pecado em sua vida. Da mesma forma que ele entendia a necessidade da tristeza piedosa, Davi também compreendeu como aceitar a correção e fazer correções reais na sua conduta. Quando ele fez algo errado, fez o que era certo a respeito dos seus erros.
Devemos recusar resolutamente a desistir de buscar a Deus. Como toda outra pessoa que já verdadeiramente entrou na arena, Davi conhecia o gosto das lágrimas da derrota. Porém uma coisa sempre podia ser dita em relação a ele: ele se levantou toda vez que foi derrubado. Levaria mais desencorajamento do que existe em todas as regiões do inferno para fazer com que um homem de tal coração desistisse de buscar a Deus. Jesus disse: “onde está teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mateus 6:21), e a vida de Davi é uma ilustração heróica deste princípio. As coisas que profundamente desejamos determinam o nosso caráter. Desejamos ser um povo que busca o coração de Deus, realmente e verdadeiramente? Então devemos, nos nossos próprios corações, desejar e valorizar os tesouros de sua vontade mais que as lembrancinhas do nosso próprio humor.
O coração de um homem está certo
quando ele quer o que Deus quer.

(Thomas Aquinas)
(–por Gary Henry)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio.

Reflexão da Semana-Minutos de Sabedoria



Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e,luz,para os meus caminhos.Jurei e confiarei o juramento de guardar os teus retos juízos.Estou aflitíssimo;vivifica-me,Senhor segundo a tua palavra.Aceita,Senhor,a espontânea oferenda dos meus lábios e ensina-me os teus juízos.Estou de continuo em perigo de vida;todavia,não me esqueço da tua lei.Armam ciladas contra mim os ímpios;contudo,não me desvio dos teus preceitos.Os teus testemunhos,recebi-os por legado perpétuo,porque me constituem o prazer do coração.Induzo o coração a guardar os teus decretos,para sempre,até ao fim.Aborreço a duplicidade,porém amo a tua lei.Tu és o meu refugio e o meu escudo;na tua palavra,eu espero.Apartai-vos de mim,malfeitores;quero guardar os mandamentos do meu Deus.Amparo-me,segundo a tua promessa,para que eu viva;não permitas que a minha esperança me envergonhe.Sustenta-me,e serei salvo e sempre atentarei para os teus decretos.Desprezas os que se desviam dos teus decretos,porque falsidade é a astúcia deles.Rejeitas,como escória,todos os ímpios da terra;por isso,amo os teus testemunhos.Arrepia-se-me a carne com temor de ti,e temo os teus juízos.Salmo 119:105-120

MEDITAÇÃO DO DIA


Versículo Especial: “Porque a mensagem que ouvistes desde o princípio é esta: que nos amemos uns aos outros” (1 João 3:11).  
Pensamento BíblicoAmor na Prática (1 João 3:10-24). O amor é uma função prática do povo de Deus. Ele não é meramente algo que sentimos ou um assunto de conversa, mas deve ser praticado por meio de mostrar consideração para com os outros.  O máximo exemplo da prática do amor é Jesus: “Nisto conhecemos o amor, em que Cristo deu a sua vida por nós; e devemos dar nossa vida pelos irmãos (v. 16). Os verdadeiros discípulos de Jesus não podem, voluntariamente, negligenciar as necessidades de seus irmãos e irmãs.  
Ação: Demonstre o seu amor: ajude hoje um irmão ou uma irmã.

28 de novembro de 2010

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO




Lutando pela união
A oração do Senhor (João 17) é muito citada – em parte – para enfatizar a necessidade de união entre o povo de Deus. Eu te desafio a estudar cuidadosamente o capitulo a procura dos meios de obter e manter aquela união.
Há três partes a serem consideradas: a oração de Cristo em favor de si mesmo, em favor dos apóstolos, e em favor daqueles que “vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra”. Na oração de Cristo para si (versículos 1-5) ele diz que veio à terra para dar a vida eterna, e ele identifica isso como “conhecer” o Pai e Filho. Seu trabalho na terra glorificou o Pai e quando terminasse (na crucificação) ele pediria para voltar à sua glória original com o Pai.
Assim como o Pai foi glorificado no Filho, Cristo é glorificado nos seus apóstolos (versículo 10). Também, na segunda parte de sua oração, Cristo diz que ele manifestouo nome de Deus (versículo 6) e havia lhes dado a palavra do Pai (versículos 6,8 e 14) a fim de “conhecerem” Deus (receber, acreditar e guardar a palavra – versículos 6 e 8; veja 1 João 2:3-5). Sendo tão “guardados” os apóstolos são “um, assim como nós” (versículo 11). São separados, santificados, através da verdade (versículos 17-19).
Finalmente, Cristo ora por todos aqueles a quem os apóstolos ensinariam. A “glória que me tens dado, para que sejam um, como nós o somos; eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade” (versículos 22-23). Esses também “conheceram” Deus (versículo 25), como resultado de terem recebido a verdade declarada.
É pedir demais esperar que um leitor discernente observe certos pensamentos recorrentes? Primeiro, há glória divina, na qual o Pai e Filho são um. Depois há umadeclaração daquela glória (através da manifestação e ensinamento da palavra de Deus); e compartilhar naquela glória, conforme os ensinados venham a conhecerDeus. Foi através disso que aqueles que não são divinos venham a ser UM com a divindade.
A igualdade dos crentes pelos quais Jesus orou era a qualidade comum a ser encontrada entre todos que fazem parte da imagem divina. A união existe porque eles são um. O plano divino não é um molde de uma organização ou de uma crença que força pessoas heterogêneas a ficarem na mesma sociedade. O plano do Senhor muda as pessoas, na essência que diz respeito à sua vida espiritual, assim se tornam homogêneas e por isso são um“Eu neles, e tu em mim, a fim de que sejam aperfeiçoados na unidade”. O ideal (e com certeza é um ideal) é um povo semelhante a Deus; que tem a mente de Cristo (Filipenses 2:5), em palavra e nas ações fazendo tudo em seu nome (Colossenses 3:17) transformado da glória à glória de sua imagem (2 Coríntios 3:18), e tudo isso para a glória de Deus (1 Pedro 4:11).
A natureza ideal desta unidade não é diferente de ser santo como Deus é santo (1 Pedro 1:16), puro como ele é puro (1 João 3:3), etc. Isso não é obtido no sentido absoluto, mas seus princípios são aceitos; é a nossa meta constante, a marca para qual estamos indo. Se falharmos em reconhecer o aspecto ideal desta união, podemos considerar o nível de nossa obtenção como o padrão e começarmos a nos medir em comparação aos outros. Isso pode derrotar a união pela qual Cristo orou e promover nossa marca de sectarismo.
(–por Robert F. Turner)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio.

MEDITAÇÃO DO DIA



Versículo Especial“Considerei todas as obras que fizeram as minhas mãos, como também o trabalho que eu, com fadigas, havia feito; e eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento, e nenhum proveito havia debaixo do sol” (Eclesiastes 2:11).  
Pensamento Bíblico: “Vaidade é Correr Atrás do Vento” (Eclesiastes 2:1-11). Este pregador tentou encontrar significado “debaixo do sol”. Ele procurou a realização em várias atividades que as pessoas de hoje continuam a praticar. Adquiriu riquezas e suas luxúrias e gozou de muitos divertimentos. Finalmente, concluiu que tudo era vazio e insatisfatório. Ele não quis dizer que coisas ou prazeres são maus por si mesmos, mas que elas não fornecem aquilo de que realmente necessitamos.  
Ação: Olhe para “além do sol” para encontrar propósito na vida.

Batismo 2010

O MINISTÉRIO BATISTA AMOR E VIDA CUMPRINDO COM O IDE DE JESUS.
Disse Jesus:Ide,portanto,fazei discípulos de todas as nações, batizando em nome do Pai,e do Filho,e do Espírito Santo;ensinando-os a guardar todas as coisas que vos tenho ordenado.E eis que estou convosco todos os dias até á consumação do século.(Mateus 28:19-20)

                                   Irmã Geice Hellen Irmão Jailton Irmã Rita e Irmão Wallison
                                       Pastor Antonio junto com os candidatos ao batismo dia 14
                                                                 Novembro de 2010
Irmão Jailton momento do Batismo
                                           Pastor Antonio fazendo a leitura da Palavra de Deus

                                        Irmãos presentes e os candidatos ao Batismo de 2010

                                              Pastor Antonio momento antes do Batismo

Momento do batismo do irmão Jailton
                                                 Momento do batismo do irmão Gilson
                                           Momento de Alegria para os irmãos presentes
Momento do batismo do irmão Wallison

Glória ao nosso Deus

                                                Momento do batismo da irmã Rita
                                                       Louvado seja ao nosso Deus
                                               Diácono Valdofredo auxiliando a saida da irmã Rita
Pastor Antonio Diácono Valdofredo Irmão Jailton 
agradecendo a Deus pela Vitória.
                                            

27 de novembro de 2010

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO



O Grande Médico
“Tendo Jesus ouvido isto, respondeu-lhes: Os sãos não precisam de médico e sim os doentes; Não vim chamar justos, e sim pecadores” (Marcos 2:17).
Nossas doenças mais sérias não são físicas, mas sim espirituais. Somos machucados mais pelos males do nosso caráter do que pelas doenças do corpo. E é com a retirada destes pecados do coração que Deus se preocupa. O Grande Médico deseja restaurar a nossa saúde e integridade espiritual.
Se quisermos melhorar, temos de ser honestos e abertos à verdade sobre o nosso caráter atual. Nem mesmo o Grande Médico pode nos ajudar se não estivermos dispostos a sermos examinados. Tentar esconder os nossos sintomas e fingir que não há nada de muito sério errado conosco apenas terá o resultado de piorarmos. Um diagnóstico correto nos tornará mais humildes, de certo, mais ainda devemos procurar saber toda a verdade. A oração de Davi é a de um homem honesto: “Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração...vê se há em mim algum caminho mal” (Salmo 139:23-24). Devemos desejar a ver nós mesmos da maneira que Deus nos vê.
Mas mais ainda, devemos cultivar a confiança que Deus sabe o que ele está fazendo. Compreendendo a sabedoria de seu plano ou não, devemos confiar tanto no diagnóstico dele como na efetividade de seu tratamento. Devemos também ter a coragem de nos submeter ao processo de cura que ele prescreve. O câncer não pode ser cortado fora de nosso caráter sem cirurgia radical. Pelo pecado ser tão entrelaçado no nosso pensamento, a operação para removê-lo é sempre dolorosa e, muitas vezes, longa. Mas da mesma maneira que com doença física, se não estamos dispostos a agüentarmos a dor momentânea para ficarmos saudáveis mais para frente, a nossa única opção é de ficarmos cada vez mais doentes. Podemos continuar na nossa zona de “conforto” doentio ou podemos nos direcionar a uma saúde maior, mas não dá para fazer ambos ao mesmo tempo. “Que te propus a vida e a morte, e a bênção e a maldição; escolhe, pois, a vida, para que vivas, tu e a tua descendência”(Deuteronômio 30:19).
Quanto compromisso temos para com a verdade a respeito de nós mesmos? Com toda a nossa conversa a respeito da verdade amorosa, desejamos realmente ver tudo que Deus vê quando ele examina os nossos corações? Não haverá redenção para aqueles que não estão dispostos a enxergar a realidade.
Quando nós vamos ao encontro com Deus, devemos ir como um paciente
Que vai ao médico, para primeiramente sermos examinados e depois sermos
Tratados pelas nossas doenças. Então algo acontecerá quando você orar. (O. Hallesby)

(–por Gary Henry)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO

    O Que a Bíblia Ensina Sobre a Morte e o Julgamento?

Nascemos, vivemos e morremos. E daí? Esta pergunta tem desafiado a humanidade através da História do Mundo. Nosso entendimento do que acontece após a morte influenciará muito a maneira pela qual vivemos. Para aqueles que procuram agradar a Deus, é importante saber o que ele revelou sobre este assunto. Só por um estudo da Bíblia podemos evitar os perigosos erros da sabedoria humana.

O que é a morte? O que acontecerá depois que eu morrer? A Bíblia responde a essas perguntas.

O que é a morte?

A morte é uma separação. Podemos entender este fato claramente, considerando como a Bíblia descreve a morte espiritual. Comecemos no livro de Gênesis, onde encontramos pela primeira vez o conceito de morte.
Quando Deus disse a Adão que não comesse da árvore do conhecimento do bem e do mal, ele revelou que a conseqüência da desobediência seria a morte no mesmo dia do pecado (Gênesis 2:17). Com certeza, Deus cumpriu sua promessa sobre a conseqüência do pecado, porque ele sempre fala a verdade e nunca quebra uma promessa. Por causa do pecado do casal original, Deus expulsou-os do Jardim do Éden (Gênesis 3:23-24). Mesmo tendo Adão vivido, em seu corpo físico, por 930 anos, ele e sua esposa morreram no dia de seu pecado, no sentido de que eles foram separados de Deus. A morte espiritual é a separação de Deus.
O caso de Adão e Eva nos ajuda a entender que é possível estar fisicamente vivo, enquanto morto espiritualmente (veja Efésios 2:1-6, por exemplo). A razão para esta morte espiritual esta separação de Deus é sempre a mesma. Separamo-nos de Deus pelo nosso próprio pecado (Isaías 59:1-2).
A morte física também é uma separação. Quando o corpo está separado do espírito, ele está morto (Tiago 2:26). Eclesiastes 12:7 nos diz que isto é o que acontece no fim da vida física: "O pó volte à terra, como o era, e o espírito volte a Deus, que o deu".

O que acontecerá após a minha morte?

É claro que o espírito voltará a Deus, mas o que ele fará com meu espírito? Mesmo que a Bíblia possa não satisfazer toda a nossa curiosidade sobre o que acontece depois da morte, ela é clara ao apresentar diversos fatos vitais:
- Deus confortará o fiel e mandará o ímpio para um lugar de tormento (Lucas 16:25).
- Deus julgará cada pessoa (Hebreus 9:27). Este julgamento será de acordo com a palavra que Deus revelou através de Seu Filho (João 12:48). Ele julgará as coisas que fizemos em corpo (2 Coríntios 5:10). Passagens como Mateus 25:31-46 e 2 Tessalonicenses 1:7-12 mostram claramente que haverá uma eterna separação (morte espiritual) entre os justos (obedientes) e os injustos (desobedientes).
Podemos concluir, então, que a morte eterna não é o fim da existência, mas uma eterna separação de Deus. É óbvio no caso do homem rico porém desobediente em Lucas 16 que uma pessoa ainda será consciente, mas que o injusto nunca pode atravessar a separação para estar na presença de Deus.

Aplicações: Respondendo às doutrinas humanas

Infelizmente, há muitas doutrinas conflitantes sobre a morte e a eternidade. Consideremos, brevemente, quatro exemplos de doutrinas humanas que contradizem o ensinamento da Bíblia.
Doutrina humana: A morte é o fim da existência
As pessoas que não acreditam na existência de Deus, obviamente, negam a idéia de vida após a morte. Outros, mesmo entre aqueles que se proclamam seguidores de Jesus, ensinam que os injustos deixarão de existir, quando morrerem. Em contraste, Jesus claramente ensinou que a existência não cessa com a morte (Mateus 22:31-32). O problema fundamental nesta doutrina humana que diz que a existência cessa com a morte, é o erro de não entender que a morte é uma separação, e não o fim da existência da pessoa (veja Tiago 2:26). As doutrinas de igrejas que negam a existência do inferno não obstante, a Bíblia mostra que o ímpio sofrerá eternamente, separado de Deus para sempre (Mateus 25:41,46).
Doutrina humana: A reencarnação
Muitas pessoas estão fascinadas pela idéia da reencarnação, incluindo-se aquelas que seguem religiões orientais, como o hinduismo, e outras que aceitaram a filosofia da "Nova Era" ou os ensinamentos do Espiritismo. A doutrina da reencarnação é que nossa alma voltará, possivelmente centenas de vezes, para viver novamente e para ser aperfeiçoada em consecutivas vidas. A Bíblia não diz nada para provar esta idéia. Em contraste, a Bíblia ensina que morreremos só uma vez. Hebreus 9:27-28 diz: "E, assim como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo, depois disto, o juízo, assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o aguardam para a salvação". Pense no significado desta afirmação. Se uma pessoa precisa morrer muitas vezes, qual é o valor do sacrifício de Jesus? Teria ele também que morrer muitas vezes? Esta passagem mostra que ele morreu uma vez para pagar o preço de nossos pecados. Note, também, que a idéia de que nossas almas são aperfeiçoadas através da reencarnação é absolutamente oposta à doutrina Bíblica de que somos salvos pela graça de Deus (Efésios 2:8-9).
Doutrina humana: O purgatório
A doutrina do purgatório foi propagada pelo catolicismo e sugere que há uma oportunidade depois da morte para sofrer por causa de certos pecados antes de entrar no céu. Esta doutrina diminui o valor do sacrifício de Cristo, que deu a seus servos o dom gratuito da salvação. Não podemos merecer nossa passagem para o céu, nem antes nem depois da morte. Quando a Bíblia fala da situação dos mortos, ela diz que é impossível ao ímpio escapar dos tormentos para entrar no conforto dos fiéis (Lucas 16:25-26). A doutrina do purgatório, simplesmente, não é encontrada na Bíblia.
Doutrina humana: Comunicação com os mortos
A prática do espiritismo e de algumas outras religiões, ao tentar comunicar- se com os mortos, é absolutamente oposta ao ensinamento da Bíblia. Quando o homem rico de Lucas 16 pediu que um mensageiro dos mortos fosse enviado para ensinar sua família, Abraão disse que isso nem era permitido, nem necessário (Lucas 16:27-31). No Velho Testamento, Deus condenou, como abominações, esses esforços para consultar os mortos (Deuteronômio 18:9-12). A consulta aos mortos é ligada à idolatria e à feitiçaria, coisas que são sempre condenadas, tanto no Velho como no Novo Testamento. É, absolutamente e sempre, errado tentar consultar os mortos.

Conclusão: O que faremos?

O entendimento correto do ensinamento Bíblico sobre a morte tem aplicação prática em nossas vidas. Eis duas sugestões específicas sobre as aplicações que devemos fazer:
1. Devemos resistir às doutrinas e práticas que não são baseadas na Bíblia, incluindo:
- A idéia de que a existência termina com a morte.
- A idéia de que podemos tentar comunicar-nos com os mortos.
- A doutrina de que as pessoas passarão pelo purgatório antes de entrar no céu.
- A doutrina da reencarnação.
2. Devemos viver de acordo com os ensinamentos da Bíblia, de modo que estejamos prontos, quando encontrarmos Jesus (Mateus 24:42-44; 2 Pedro 3:10-13).
(- por Dennis Allan)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO



“Saberão que Eu Sou o Senhor”
“Saberão que eu sou o Senhor, seu Deus, quando virem que eu os fiz ir para o cativeiro entre as nações, e os tornei a ajuntar para voltarem à sua terra, e que lá não deixarei a nenhum deles” (Ezequiel 39:28). As mensagens do profeta Ezequiel, comunicadas ao povo de Israel no 6º século a.C., relatam mais de 60 vezes que Deus usou este refrão: “Saberão que eu sou o Senhor. O versículo citado acima é a última vez que a frase aparece, e um exemplo perfeito do uso destas palavras no livro de Ezequiel, porque trata da justiça e da graça do Senhor. Ao longo do livro, Deus se manifesta de várias maneiras:
(1) Deus mostra sua divindade quando castiga os malfeitores. A justiça de Deus é uma qualidade fundamental vinculada à sua perfeita santidade. Ao castigar os perversos, ele mostra a sua divindade. No livro de Ezequiel, ele traz a justiça contra a nação rebelde de Israel (6:7; 11:10; 23:49; etc.) e contra os falsos profetas e líderes que conduziam o povo à destruição (13:9,21). Ele também castiga as nações gentias, mostrando sua soberania como Senhor dos senhores (25:5-7,11,17; 28:22; 29:9; cf. Daniel 4:32). Só Deus executa a justiça perfeita no julgamento das nações.
(2) Deus mostra sua divindade quando estende sua misericórdia. Quando Deus aceita de volta e promete amar Israel, sua esposa infiel, ele demonstra a graça não merecida pela nação pecadora (16:62). Ele disse: “Sabereis que eu sou o Senhor, quando eu proceder para convosco por amor do meu nome, não segundo os vossos maus caminhos” (20:44). Só Deus é capaz de dar vida a uma pessoa ou a uma nação que está morta no pecado (37:6,13; cf. Efésios 2:5).
(3) Deus mostra sua divindade quando fala para guiar o homem. Porque ele é Deus, tem o direito e a capacidade para guiar as suas criaturas. Fora o livro deEzequiel, os outros livros em que mais aparece a afirmação “Eu sou o Senhor” são os livros de Êxodo Levítico, livros em que Moisés relata os mandamentos dados aos israelitas. Quando Deus resume a história do povo, em Ezequiel 20, ele vincula os seus mandamentos à sua divindade: “Eu sou o Senhor, vosso Deus; andai nos meus estatutos, e guardai os meus juízos, e praticai-os” (20:19).
No Novo Testamento, Paulo falou dos mesmos aspectos do caráter divino como motivos para nossa obediência à palavra do Senhor: “Considerai, pois, a bondade e aseveridade de Deus...” (Romanos 11:22).
(–por Dennis Allan)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MEDITAÇÃO DO DIA



Versículo Especial“Filhinhos, agora, pois, permanecei nele, para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança e dele não nos afastemos envergonhados na sua vinda” (1 João 2:28).  
Pensamento BíblicoConfiança em Sua Volta (1 João 2:24-29). Antes, João nos contou que estaremos em comunhão com Deus se guardarmos sua Palavra (vs. 3-5). João, agora, salienta que continuemos fiéis no serviço S praticando a justiça S para que possamos permanecer nele e que estejamos confiantes quando o enfrentarmos na sua volta. O serviço a Cristo, agora, é parte da edificação de uma relação eterna com o Senhor.  
Ação: Mantenha seus olhos na promessa. “E esta é a promessa que ele mesmo nos fez, a vida eterna” (v. 25).

26 de novembro de 2010

MEDITAÇÃO DO DIA



Versículo Especial: “Quem me rejeita e não recebe as minhas palavras tem quem o julgue; a própria palavra que tenho proferido, essa o julgará no último dia” (João 12:48).  
Pensamento BíblicoO Padrão do Julgamento Final (João 12:48-50). Muitas pessoas influentes acreditaram em Jesus porém não mostraram sua fé por causa das conseqüências que teriam de enfrentar. Jesus permitiu-lhes escolher, mas lembrou-os das conseqüências de não mostrarem sua fé. Ele disse que suas mensagens eram do Pai, e seriam o padrão do julgamento final.  
Podemos conhecer as expectativas de Deus. Ele revelou sua vontade a fim de que possamos preparar-nos para a eternidade. Podemos saber de antemão como será o julgamento final, para não esperarmos qualquer surpresa. A palavra revelada tem grande autoridade: ela é o padrão do julgamento final.  
Ação: Pese cuidadosamente as palavras que você lê hoje. Elas estão registradas para guiá-lo em direção ao céu.

25 de novembro de 2010

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO




Esperar no Senhor
A frase usada no Antigo Testamento para ensinar como lidar com complexidades e desafios da vida é “esperar no Senhor”. O salmista falou com sua própria alma ao enfrentar os desafios da vida dizendo: “Somente em Deus, ó minha alma, espera silenciosa; porque dele vem a minha esperança” (Salmo 62:1,5). Não podemos cansar ou nos fadigar em fazer o certo nem podemos ficar impacientes com o mundo e decidirmos correr a frente de Deus para fazer algo por ele – temos de aprender a esperar pelo Senhor.
A impaciência de Israel é vista quando desviaram seus corações de depender de Deus, seja na adoração do bezerro de ouro (Êxodo 32), em reclamar sobre comida e água (Êxodo 15:22- 25; 16:1-17), ou no consumo de codornizes sem o preparo correto (Números 11). Lembrando de tais eventos, o salmista declarou: “Cedo, porém, se esqueceram das suas obras e não lhe aguardaram os desígnios; entregaram-se à cobiça, no deserto; e tentaram a Deus na solidão. Concedeu-lhes o que pediram...” (Salmo 106:13-15). Sim, Deus deu-lhes os desejos dos seus corações impacientes mas o resultado foi doença, morte prematura e decepção ainda maior.
A vida é difícil para todos nós. Às vezes seria mais fácil desistir ou ceder às pressões da vida. No entanto, no final o alívio imediato que buscamos não é o certo para o nosso bem. Esperar por Deus é ser capaz de ver o fim desde o começo (Hebreus 11:23-27).
Até mesmo no Novo Testamento recebemos encorajamento para não nos desanimar, mas para esperar em Deus. Tais instruções nos dão maior confiança sobre nossa salvação. Isto é, Cristo, que levou nossas tristezas e aflições, está no céu intercedendo por nós, conforme nos aproximamos do trono de Deus em oração. “Por isso, também pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles” (Hebreus 7:25). Lembre-se que Jesus nos incentiva a orar e não nos desanimar. É através de oração fervorosa que aprendemos a esperar em Deus e considerar o fim de tudo (Lucas 18:1-7).
Esperar em Deus exige fé e coragem. Temos de lembrar que no seu tempo, Deus irá consertar o que está errado e punir os perversos (Eclesiastes 3:11). Conforme vivemos pela fé, temos esta garantia abençoada: “os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam” (Isaías 40:31).
(–por Bill Robinson, Jr.)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MEDITAÇÃO DO DIA




Versículo Especial: Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos” (1 João 2:3).  
Pensamento Bíblico: “Sabemos Que o Temos Conhecido por Isto” (1 João 2:1-11). Como saberemos que estamos em comunhão com Deus? Algumas pessoas estão confiantes, porque elas “sentem-se salvas” ou porque sabem que Deus é grande e, portanto, crêem que elas não podem mais se perderem. Estas idéias humanas perdem o ponto claro de 1 João 2:1-11. A continuidade da comunhão com Deus depende da continuidade da obediência fiel. Ainda precisamos de sua graça e perdão (veja capítulo 1), mas temos que mostrar, por atos, que amamos, mesmo, o Senhor.
Ação: Guarde os mandamentos do Senhor.

24 de novembro de 2010

Félisidades

PR.ANTONIO PRa.JOANA E FAMILIA MBAV

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO



Tire as Sandálias
Um pastor estava cuidando das suas ovelhas quando ele viu algo incrível: uma sarça pegando fogo que não se consumia! Quando chegou mais perto para investigar ele ouviu uma voz do meio da sarça o chamando pelo nome. A voz então disse, “Não te chegues para cá; tira as sandálias dos pés, porque o lugar em que estás é terra santa” (Êxodo 3:5). Aquele pastor era Moisés, e a voz na sarça era a de Deus. Nesta cena extraordinária aprendemos uma lição muito necessária sobre adoração. A adoração é uma ocasião santa. Quando adoramos a Deus deixamos o que é mundano e trivial para chegarmos diante do único, verdadeiro Deus vivo! De fato, quando nos aproximamos do Criador, seja na adoração pública ou particular, temos que entender a seriedade e gravidade da ocasião. Estamos entrando em um espaço santo. Estamos pisando em terra santa!
Quando Moisés levou seu povo de volta às montanhas onde Deus apareceu a ele na sarça, os filhos de Israel tremeram perante Deus. Quando ficaram no pé da montanha e sentiram-na tremer, vendo a fumaça subir dela, e ouvindo o clangor da trombeta e a voz de Deus, disseram a Moisés, “Fala-nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos” (Êxodo 20:19). Entendemos que é isso que estamos fazendo quando adoramos? Entendemos que estamos envolvidos em algo que é mais alto e mais santo do que aquilo que ocorreu no Sinai? Como filhos de Deus sob a nova aliança, chegamos ao “monte Sião e à cidade do Deus vivo, a Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia e igreja dos primogênitos arrolados nos céus, e a Deus, o Juiz de todos” (Hebreus 12:22-23). Considerando a magnitude destes fatos incríveis, o escritor de Hebreus orou que possamos ter graça, “pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor; porque o nosso Deus é fogo consumidor” (Hebreus 12:28-29).
Ouçam, queridos leitores, ao que vos digo agora: o Senhor não é nosso colega, e Deus não é nosso amiguinho... ele é Deus! Deus é Deus e nós não somos nada! Somos mortais comprados com sangue que receberam o privilégio de nos aproximarmos de nosso Criador em adoração! Nós somos pecadores não merecedores que recebemos o direito através do sangue do nosso Salvador de ficar perante o Rei dos reis e Senhor dos senhores! Nunca podemos esquecer quem somos e quem ele é quando chegamos perante seu trono! Então quando adorarmos, que possamos ficar de joelhos e tirar nossas sandálias, pois o lugar que estamos é terra santa!
(–por David Maxson)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MEDITAÇÃO DO DIA


Versículo Especial: “Chegou o momento de ser julgado este mundo, e agora o seu príncipe será expulso” (João 12:31).  
Pensamento BíblicoVitória Diante da Derrota (João 12:27-36). Jesus sentia-se agoniado porque a sua morte estava se aproximando, entretanto, ele sabia que precisava completar sua missão para glorificar o Pai. Sua morte pareceria derrota nas mãos de Satanás, mas Jesus sabia que ela, realmente: ì Glorificaria o Pai, í Julgaria o mundo e î Expulsaria o dominador deste mundo. Derrota? Não para Jesus!  
Ação: Creia na luz para que você possa ser um filho da luz (João 12:36).

23 de novembro de 2010

REFLEXÃO



PROMETO A MIM MESMO
A partir de hoje não mais lamentarei o dia de ontem.Ele Está no passado e o passado nunca mudará.Só posso mudar se for essa minha escolha.A partir de hoje não mais preocuparei com o amanhã.O amanhã sempre estará lá esperando por mim para torná-lo o melhor possível.Mas não posso fazer o melhor pelo amanhã sem primeiro fazer o melhor hoje.A partir de hoje eu olharei no espelho e verei alguém valioso e merece dor do meu respeito e admiração.Alguém com quem gosto de passar minhas horas e a quem conseguirei conhecer melhor. Apatir de hoje eu tratarei com carinho cada dia da minha vida.Eu valorizarei esse presente e o partilharei sem egoísmo com meus semelhantes. Apatir de hoje observarei a minha caminhada e superarei desgostos se houver tropeços.Eu enfrentarei desafios com coragem e determinação.Eu enfrentarei barreiras que tentem impedir minha busca pelo crescimento e auto melhoramento. Apatir de hoje eu verei a vida um dia de cada vez e dando um passo de cada vez.O desencorajamento não terá permissão para manchar minha positiva auto-imagem,meu desejo de ser bem sucedido e minha capacidade de amar.Apatir de hoje eu terei renovada a fé em Deus,desprezarei o que de mal já aconteceu e passou.Eu acreditarei que há esperança de um brilhante futuro. A partir de hoje eu abrirei minha alma e meu coração.Darei boas vindas as novas experiências e gostarei de conhecer novas pessoas.Eu não pretenderei ser perfeito nem exigirei que os outros o sejam.Pois a perfeição absoluta não existe neste mundo.Eu aplaudirei a tentativas de fortalecimento do lado fraco da natureza humana. A partir de hoje olharei as maravilhas de Deus escutarei minhas canções favoritas,tomarei reconfortastes banhos e encontrarei prazer nos mais variados e simples gestos.Hoje eu sempre aprenderei algo novo,experimentarei coisas diferentes.Eu agradecerei por tudo que tenho de melhor,por ser alguém que pode ser melhor,pois sei agora que isso é possível.A partir de hoje e para sempre.Prometo a mim mesmo

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO


O que há de novo?

Imagine o que deva passar pela mente de um bebê. Após ficar nove meses num ambiente confortável e de seu pleno conhecimento, o que deve ser para enfrentar situações completamente novas —vozes nunca antes ouvidas, rostos nunca vistos e mãos que jamais foram tocadas? Depois vêm os novos incômodos —a fome, a solidão, o medo e a confusão.
Se você é um cristão que acabou de se converter, você é um "bebê" espiritual. Você está deparando espiritualmente o que os bebês encontram fisicamente. É uma vida nova, um novo começo, e tudo é diferente. Você não é mais você. Você é um "novo você"!
Essa nova vida é, às vezes, difícil por não estar acostumada a ela. O passado o atrai para voltar aos velhos hábitos, conceitos e valores. Há uma tendência natural de querer retornar aos antigos padrões de vida.
A maior fonte de força para permanecer no novo caminho é meditar sobre o que é novo para você. Você "nasceu de novo" (João 3:5). Você renasceu para andar "em novidade de vida" (Romanos 6:4). Examine agora o que é novo.
Agora você é justificado "gratuitamente, por sua graça" (Romanos 3:24). Deus formalmente o livrou de qualquer culpa. Embora você tenha pecado e carece "da glória de Deus" (Romanos 3:23), agora você foi declarado inocente.
Você tem "paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo" (Romanos 5:1). O evangelho ao qual você obedeceu tornou harmônico o relacionamento entre você e Deus. Você tem descanso e satisfação porque você e Deus foram reconciliados (Romanos 5:10).
Você foi libertado do pecado (Romanos 6:18). Não está mais preso pelo pecado; não precisa se sentir obrigado a ser um pecador. A sua morte para o pecado anula todas as suas obrigações para com ele.
Voce é herdeiro do "dom gratuito de Deus" que é "a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor" (Romanos 6:23). Você se tornou mais que vencedor "por meio daquele que nos amou" (Romanos 8:37). Nem a "morte...poderá separar-nos do amor de Deus" (Romanos 8:38-39).
Você vivencia tudo isso por causa da misericórdia, da bondade e da compaixão de Deus. Se você sempre meditar a esse respeito, a sua mente estará preparada para a caminhada que está diante de você. É o caráter digno desse chamado que o motivará a andar de modo digno. Por causa daquilo que é novo em sua vida, você sentirá uma disposição para apresentar o seu corpo "por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus" (Romanos 12:1). Nada parecerá mais racional e lógico. A sua vida se mostrará ao mundo uma vida equilibrada, justa e santa, que é o que Deus deseja para você (Romanos 12:2).
Ainda que, muitas vezes, a sua vida seja tão desajeitada quanto aos movimentos de um bebê, ela está em transformação. Você está aprendendo a detestar o mal e se apegar ao bem (Romanos 12:9). Você está amando "uns aos outros com amor fraternal" (Romanos 12:10). Em meio à tribulação, você está se tornando paciente (Romanos 12:12). Está perseverante em oração ao seu novo Pai (Romanos 12:12).
Alguma vez você já imaginou que chegaria o dia em que você abençoaria "os que vos perseguem" (Romanos 12:14) ou não pagaria "a ninguém mal por mal" (Romanos 12:17)? A novidade do espírito está transformando o seu caminho, de modo que Deus dirija os seus passos.
Ao longo dessa caminhada, Satanás usará suas estratégias para que você se volte a ele de novo. Você terá de esmurrar o seu corpo para que não se torne desqualificado (1 Coríntios 9:27). Satanás trabalha muito para recuperar o que perdeu; você é o principal candidato. Entre as suas tentativas, procurará levá-lo a esquecer-se das misericórdias de Deus. "Qual é a grande vantagem mesmo?", ele vai perguntar. Ele trabalhará para fazer de você alguém que "é cego, vendo só o que está perto, esquecido da purificação dos seus pecados de outrora"(2 Pedro 1:9). Satanás o quer de novo enredado nas "contaminações do mundo" e de volta no vômito e na imundícia da velha vida (2 Pedro 2:20-22).
O que há de novo? Você! "Portanto, também nós... desembaraçando-nos de todo peso e do pecado que tenazmente nos assedia, corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus"(Hebreus 12:1-2). Meu novo irmão ou irmã, "tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, depois de terdes vencido tudo, permanecer inabaláveis" (Efésios 6:13).
(Ed Culp)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio

MEDITAÇÃO DO DIA



versículo Especial“Antes, crescei na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, tanto agora como no dia eterno” (2 Pedro 3:18).  
Pensamento Bíblico: “Os Bois Tropeçaram” (1 Crônicas 13). Através de toda a História, tem havido pessoas querendo engrandecer suas próprias opiniões para determinar o que eles pensam que Deus quer. Este capítulo nos relembra que a única maneira de saber a vontade de Deus é ouvindo suas palavras (veja 1 Coríntios 2:9-11). As intenções de Uzá e do povo de Israel podem ter sido boas, porém um ato não aprovado trouxe a punição. A morte de Uzá é lembrada para nos ajudar a viver!  
Ação: Obedeça respeitosamente às instruções de Deus.

22 de novembro de 2010

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO


Veja más notícias como boas notícias
Foi-me bom ter eu passado pela aflição, para que aprendesse os teus decretos” (Salmos 119:71). Ninguém gosta da dor. Contudo o salmista tinha uma atitude positiva de fé que o capacitou a lidar com as circunstâncias dolorosas. Ele não disfarçou a realidade mas a viu de maneira otimista e se mostrou bem positiva ao enfrentar seus problemas. As notícias más de ter que agüentar o problema deram-lhe uma oportunidade para aprender a verdade de Deus. Nós precisamos cultivar esta atitude nestas épocas difíceis. As coisas que são difíceis de agüentar podem ser proveitosas para recordar.
A boa notícia da Bíblia é, apesar dos problemas deste mundo e das falhas do homem, a verdade encorajadora que Deus pode trazer o bem do mal. “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8:28). Se amarmos a Deus de modo supremo, teremos a confianção que a vontade dele é levar seus filhos fiéis para o céu. Lá a alegria e êxtase eternas esperam-nos. Todas as lágrimas e tristezas são esquecidas para sempre (Apocalipse 21:3-7; 22:3-5)!
1.  A Realidade do Inferno Pode nos Despertar. Como o inferno pode ser uma notícia boa? João Batista pregou sobre o julgamento final de Cristo: “A sua pá, ele a tem na mão, para limpar completamente a sua eira e recolher o trigo no seu celeiro; porém queimará a palha em fogo inextinguível. Assim, pois, com muitas outras exortações anunciava o evangelho ao povo” (Lucas 3:17-18). Os salvos são mantidos como o bom trigo. Os perdidos são separados e punidos como a palha queimada e sem valor. A Bíblia ensina claramente a realidade da punição horrível do inferno (Marcos 9:43-48). A má notícia da realidade do inferno é parte do evangelho (a boa nova da salvação do pecado)! Se não houvesse pecado, não poderia haver salvação (libertação do pecado). Nós apreciamos verdadeiramente a graça salvadora de Deus na luz da ira terrível da justiça de Deus! A convicção do pecado e o reconhecimento da ira de Deus podem motivar a alma ainda sensível do perdido a buscar a misericórdia de Deus em Cristo (Atos 2:36-38; 8:20-24). O homem tem que reconhecer que há más notícias sem Cristo para que aprecie a boa notícia de Cristo.
2. O Poder de Cristo Pode nos Ajudar.“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (João 16:33). Jesus incentivou seus discípulos desanimados, chateados com sua partida, com palavras da esperança e do conforto. Jesus nosso Senhor é maior do que qualquer problema que nós enfrentarmos. Podemos conseguir, porque ele conseguiu! O mundo encontra-se na escuridão. Em vez de amaldiçoar a escuridão ou sentirmos pena de nós mesmos, podemos ser uma luz aos outros do poder transformador do evangelho (Filipenses 2:14-16). A verdade divina é mais forte do que o erro. O declínio e a deterioração do mundo ao nosso redor são uma oportunidade ótima para a luz de Cristo brilhar através de nós. Aquelas almas procurando ao nosso redor, sobrecarregadas com os problemas da vida e a futilidade do pecado, irão nos perguntar porque temos uma esperança tão edificante (1 Pedro 3:15). As pessoas estariam mais interessadas no evangelho se nós fôssemos mais interessantes. Os perdidos podem ser ganhos para Cristo!
3A Oportunidade para a Fé nos Fortalecer. “Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes” (Tiago 1:2-4). O profeta Tiago nos diz para não reclamarmos sobre nossos problemas como uma maldição. Nós devemos ver todas as sortes de problemas inquietantes que tentam nossa alma como uma oportunidade de fortalecer nossa fé! Nós só ficamos mais fortes exercitando nossos músculos da fé. Alguém chamou problemas de oportunidades disfarçadas. Enfrentar corretamente nossas provações é simplesmente aplicar o que dizemos, o que acreditamos. A má notícia da nossa tribulação é o controle de qualidade de Deus. Ele tem uma finalidade positiva para nosso bem a longo prazo. Testa a profundidade e a força de nossa fé. Deus permite que Satanás nos tente. Seu alvo hostil é derrotar-nos. O alvo aprimorado de Deus para permitir nossa provação é para que possamos superá-las! Como respondemos aos problemas nos diz algo sobre nós mesmos. Nossa reação é espelho de Deus para a condição de nossa alma. Nós tornamo-nos melhores, mais fortes e mais próximos de Deus quando enfrentamos corretamente as provações. Se não houvesse nenhuma provação, não poderia haver nenhum triunfo (Tiago 1:12)! Com ajuda de Deus, a má notícia de provações do mundo podem transformar-se em boas notícias do triunfo de Deus em qualquer crente. É provado que a fé é genuína e Deus é glorificado!
E agora, já se sente melhor?
(– por W. Frank Walton)
Que Deus Abençõe a Todos
Pr.Antonio.

Reflexão da Semana-Minutos de Sabedoria



EXCELÊNCIA DA LEI DIVINA
Bem-aventurados os ir repreensíveis no seu caminho,que andam na lei do Senhor.Bem-aventurados os que guardam as suas prescriçãos e o buscam de todos o coração;não praticam iniquidade e andam nos seus caminhos.Tu ordenaste os teus mandamentos,para que os cumpramos á risca.Tomara sejam firmes os meus passos,para que eu sejam firmes os meus passos,para que eu observe os teus preceitos.Então,não terei de que me envergonhar,quando considerar em todos os teus mandamentos.Render-te-ei graças com integridade de coração,quando tiver aprendido os teus decretos;não me desampares jamais.De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho?Observando-o segundo a tua palavra.De todo o coração te busquei;não me deixes fugir aos teus mandamentos.Guardo no coração as tuas palavras,para não pecar contra ti.Bendito és tu,Senhor;ensina-me os teus preceitos.Com os lábios tenho narrado todos os juízos da tua boca.Mais me regozijo com caminho dos teus testemunhos do que com todas as riquezas.Meditarei nos teus preceitos e ás tuas veredas terei respeito.Terei prazer nos teus decretos;não me esquecerei da tua palavra.Sê generoso para com o teu servo,para que eu viva e observa a tua palavra.Desvenda os meus olhos,para que eu contemple as maravilhas da tua lei.Sou peregrino na terra; não escondas de mim os teus mandamentos.Consumida está a minha alma por desejar, incessante mente,os teus juízos. Encrespaste os soberbos,os malditos,que se desviam dos teus mandamentos.Tira de sobre mim o opróbrio e o desprezo,pois tenho guardado os teus testemunhos.

MEDITAÇÃO DO DIA






Versículo Especial“Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento” (2 Pedro 3:9).  
Pensamento Bíblico“Não Querendo que Nenhum Pereça” (2 Pedro 3:9). Deus está esperando. Ele continua adiando o julgamento para permitir que mais pessoas se arrependam. Este fato deveria desafiar os pecadores a se arrependerem e os fiéis a aproveitarem todas as oportunidades para ensinar. Não sabemos quanto tempo de vida nós temos, mas sabemos, sim, o que Deus quer que façamos com este tempo. 
Ação: Aproveite o dia de hoje para se preparar para a eternidade.

21 de novembro de 2010

REFLEXÃO



UMA ESPOSA MUITO PACIENTE
Um homem vivia sob a influência de maus companheiros,entregue ao vicio da embriagues.Seus companheiros não podiam crer que ele tivesse uma boa e paciente esposa por isso,foram á sua casa certa noite e fizeram uma terrível desordem e muito barulho.O marido ainda exigiu da esposa que ela preparasse uma refeição para eles.Ela,no seu espírito religioso,o fez,sem se queixar.Os outros diante de tanta singularidade,perguntaram-lhe:-Por que a senhora satisfaz todas as vontade de seu impertinente marido?
-Bem-disse ela-os bêbados só têm uma vida;como diz na Bíblia,eles não herdarão o reino de Deus.Por isso procuro fazer a sua vida aqui na terra tão feliz quanto possível.Envergonhados,os maus companheiros deixaram aquela casa e naquela mesma noite,o esposo viciado,entregou-se a Jesus."Rogo-vos,pois,eu,o preso do Senhor,que andeis como é digno da vocação com que foste chamados.Com toda a humildade e mansidão,com longanimidade,suportando-vos uns aos outros em amor"( Efésios 4,1,2).

MEDITAÇÃO DO DIA


Versículo Especial: “Portanto, se, depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro” (2 Pedro 2:20).  
Pensamento Bíblico: Não Volte! (2 Pedro 2:12-22). Satanás enganou muitas pessoas com doutrinas de falsa segurança. Muitos, hoje, pregam que os cristãos não podem decair do Senhor e se perder. A despeito destas modernas tentativas para emendar as Escrituras, Pedro diz que existe o perigo de retornar ao pecado. Ele insiste conosco para que estejamos em guarda e fiéis a Deus.
Ação: Não se enrede novamente no pecado.
Portanto nós também, pois que estamos rodeados de uma tão grande nuvem de testemunhas, deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus.
Hebreus 12:1,2

20 de novembro de 2010

REFLEXÃO



UM LUCRO DE QUATROCENTOS POR CENTO
J.Hudson Taylor,no seu tempo de estudante,na Inglaterra,teve muitas confirmações de Deus sobre sua chamada para ser missionário na china.Conta-se que certa vez foi chamado a socorrer uma senhora moribunda,admirando-se de que o pedido surgisse de um católico,mas soube depois que o padre se recusara a atender ao chamado,porque o necessitado não tinha dezoito pense para pagar adiantado.Hudson era estudante pobre.Tudo o que tinha no momento se resumia numa tigela com o suficiente para alimentar-se á noite e para o desjejum do dia seguinte,e uma moeda de meia coroa no bolso.Chegou finalmente a uma habitação paupérrima.Foi conduzido ao quarto de dormir cheio de mulambos,onde estava a doente.
-Você me pediu que viesse orar pela sua esposa.Ajoelhmo-nos e oremos!-disse Taylor.Nem bem tinha começado a orar,doeu-lhe a consciência por estar na presença de Deus,diante de pessoas tão necessitadas,e ele,com meia coroa no bolso.Não conseguiu terminar a oração.Levantou-se,deu a moeda ao velho e partiu.No dia seguinte a tigela de mingau não faltou.Antes de terminá-la o carteiro bateu á porta,e´pouco depois,a proprietária vinha entregar-lhe um envelope.Não pôde atinar de onde viera,nem conheceu a letra.Dentro de envelope um par de luvas,e dentro de uma das luvas meio soberano.Tivera a sua meia coroa restituída( não sabia por quem),com um lucro de 400%."E qualquer que tiver dado só que seja um copo de água fria a um destes pequenos,em nome de discípulos,em verdade vos digo que de modo algum perderá o seu galardão"(Mateus 10:42)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...