31 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 10:13-24; Efésios 6:1-9; Salmo 27; Provérbios 7:21-27; Isaías 21-22.  

Versículo Especial“Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo” (Efésios 6:1).  

Pensamento BíblicoInstruções para Filhos e Pais (Efésios 6:1 4). Paulo ensina sobre as relações familiares. Os filhosdevem obedecer aos seus pais (reconhecendo a regra suprema de Deus--veja 5:17,21). Eles devem, também, honrá-los (isto pode incluir apoio financeiro--veja Mateus 15:3-6; 1 Timóteo 5:17-18). Os pais devem guiar seus filhos “na disciplina e na admoestação do Senhor”, sendo cuidadosos em não irritá-los e desanimá-los (veja Colossenses 3:21).  

Ação: Obedeça às instruções de Deus, nas suas relações familiares.

30 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 10:1-12; Efésios 5:22-33; Salmo 26; Provérbios 7:13-20; Isaías 19-20.

Versículo Especial“E lhes fez a seguinte advertência: A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos, Rogai, pois, ao senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara” (Lucas 10:2).  

Pensamento BíblicoCristo e a Igreja: Esposo e Esposa (Efésios 5:22-33). Quando Paulo usa o casamento como um modelo para ensinar sobre Cristo e a igreja, ele ensina coisas importantes sobre ambos os relacionamentos.
   A igreja deve se submeter respeitosamente a Cristo. As esposas devem se submeter a seus maridos.
   Jesus ama tanto a igreja, que ele morreu por ela. Os esposos tem que amar suas esposas com uma tal atitude de sacrifício sem egoísmo.
   Jesus alimenta e cuida da sua igreja. Os esposos devem alimentar e cuidar das suas esposas.   
As instruções de Paulo, quando aplicadas, farão de nós melhores esposos e melhores seguidores de Jesus.  

Ação: Cumpra seu papel em sua família e na igreja de Cristo.

29 de julho de 2012

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO


 1 Tessalonicenses 5:12-28

Diversas Exortações Finais


Para que os tessalonicenses continuem a crescer, Paulo termina a carta com várias exortações práticas.
Valorizar os líderes (5:12-13). Deus determinou que a fé e o crescimento espiritual viriam pela pregação da palavra (veja Romanos 10:17; 2 Timóteo 2:15). Ele concedeu e capacitou homens para fazerem este trabalho (veja Efésios 4:11-16; 1 Timóteo 3:1-13; Tito 1:5-9). Assim, é uma grande bênção do Senhor quando homens fiéis e maduros nos admoestam e nos corrigem pela palavra da verdade. Em vez de ficar irritado com quem o admoesta, o cristão deve apreciar e amar os que se dedicam neste serviço de cuidado pelas almas de outros.
Ajudar pessoas que têm dificuldades (5:14-15). Nem todos os membros de uma congregação serão espiritualmente maduros, e alguns até precisarão de atenção imediata. Os insubmissos, por exemplo, deixam de andar de acordo com o ensino do evangelho e isto influencia a congregação toda. É necessário admoestá-los para que entendam o perigo do pecado e não contaminem os outros com sua rebeldia (veja 1 Coríntios 5:1-6). A luta contra o pecado é dura, e às vezes haverá quem se desanime. Devemos consolar estes com a lembrança da esperança eterna, para que não desistam de vez (veja 4:13-18; 5:11; Hebreus 12:1-13). E alguns, por serem novos na fé ou por não terem crescido como deviam, serão mais fracos e precisarão de bastante ajuda dos outros membros para que cresçam além das suas fraquezas. Pois, a igreja é um corpo, e não funcionará bem se seus membros não são fortes e saudáveis (veja 1 Coríntios 12:25-26).
Ao lidarmos com essas necessidades especiais, devemos ser pacientes, e nunca devemos "corrigir" alguém por motivo de vingança, mas somente por causa da preocupação com as suas almas (5:14-15; veja Tiago 5:19-20).
A vida constante (5:16-18). Não importa a situação, o cristão terá sempre motivo para regozijo, oração e ações de graças (veja Filipenses 4:4-13). Estas coisas são a reação natural na vida de quem tem a salvação em Cristo Jesus (veja Salmo 51:10-15).
Acerca das profecias (5:19-22). A palavra de Deus foi revelada pelos apóstolos e profetas no Espírito (veja Efésios 3:3-5). É a responsabilidade de cada pessoa aceitar o que vem de Deus e rejeitar o que é do mal. Há necessidade, então, de julgarmos tudo que aprendemos para que possamos fazer a vontade de Deus com discernimento (veja Hebreus 5:13-14). A única maneira que temos para julgar o que pessoas nos ensinam sobre Deus é de compará-lo com a palavra do Espírito que já nos foi confirmada na Bíblia (veja Hebreus 2:1-4; 1 João 4:1; 2 João 9-10).
Desejos finais (5:23-28). Ao terminar a carta, Paulo ressalta a fidelidade de Deus em santificar inteiramente os que lhe obedecem (5:23-24). Então, ele pede a oração dos irmãos (5:25), lhes manda uma saudação de amor santo (5:26), e pede que leiam a carta perante todos (5:27). A carta encerra com a graça de Deus, assim como começou (5:28; veja 1:1).
Perguntas para mais estudo:
  • Como devemos tratar pessoas que nos admoestam pela palavra? (5:12-13)
  • Por quê é tão necessário ajudar as pessoas com dificuldades? (5:14-15)
  • É errado uma pessoa "julgar" o ensinamento de outros? (5:19-22)

(-por Carl D. Ballard) Que Deus Abençoe a Todos Pr Antonio Marques

REFLEXÃO DA SEMANA

Coração de Pedra 
Os seres humanos constroem hoje altos muros,
Para uns dos outros, sem amor se dividirem,
Utilizando seus corações de pedra "duros",
Para não se verem, não falarem nem se ouvirem.
Perderam o sentido da amizade,
Ofendem-se uns aos outros sem razão
E depois nunca lhes nasce a vontade
De se unirem em reconciliação.
Os dias belos deste tempo em que vivemos,
São frustrações, pois vivê-los não sabemos.
Só construímos entre nós separação!...
E cada dia, está mais presente este drama.
O ser humano, hoje odeia mais do que ama,
Petrificando lentamente o coração!...


Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 9:57-62; Efésios 5:8-21; Salmo 25:12-22; Provérbios 7:6-12; Isaías 16-18.  


Versículo Especial“Mas Jesus lhe replicou: Ninguém que, tendo posto a mão no arado, olha para trás é apto para o reino de Deus” (Lucas 9:62).  

Pensamento Bíblico“Apto para o Reino de Deus” (Lucas 9:57-62). Ser um seguidor de Jesus exige sacrifício. Aqueles que estão mais preocupados com seu conforto ou com suas famílias não serão aceitos pelo Senhor. Deus exige o primeiro lugar em nossas vidas, e não aceitará uma posição inferior em nossas prioridades. Temos que resistir à tentação de colocar outras pessoas e outros interesses acima do Senhor.  

Ação: Ponha sua mão no arado e não olhe para trás!

27 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA

Leituras: Lucas 9:37-45; Efésios 4:25-32; Salmo 24; Provérbios 6:30-35; Isaías 12-13.  

Versículo Especial“Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, perdoando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos perdoou” (Efésios 4:32).  

Pensamento BíblicoInstruções Práticas para a Nova Pessoa (Efésios 4:25-32). Estes versículos se aplicam à idéia examinada ontem. Quando vestimos o “novo homem”, ele muda nossa conduta para com os outros. Deixaremos de mentir, da malícia, da ira, da linguagem suja e da amargura. Mostraremos compaixão e perdão. Atitudes egoístas serão trocadas pelo cuidado com os outros, que governará nossas ações.  

Ação: Mostre que você é uma nova pessoa em Cristo, pela maneira com que você trata os outros.

25 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 9:18-27; Efésios 4:7-16; Salmo 22:22-31; Provérbios 6:16-19; Isaías 8-9.  

Versículo Especial“Pois do Senhor é o reino, é ele quem governa as nações” (Salmo 22:28). 

Pensamento BíblicoEdificando o Corpo no Amor (Efésios 4:11-16). Cada membro do corpo de Cristo tem o privilégio e responsabilidade de edificar seus irmãos e irmãs. Diferentes partes do corpo complementam-se umas às outras, resultando na edificação de todas. O motivo deste esforço tem que ser nosso amor de uns pelos outros: um verdadeiro desejo de ver nossos irmãos e irmãs prosperarem no Senhor.  

Ação: Procure meios de encorajar e fortalecer seus irmãos e irmãs. Mostre seu amor edificando-os.

24 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 9:10-17; Efésios 4:1-6; Salmo 22:1-21; Provérbios 6:12-15; Isaías 6-7.  

Versículo Especial“Um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, age por meio de todos e está em todos” (Efésios 4:6).  

Pensamento BíblicoLimpo e Incumbido (Isaías 6). Isaías compartilha um das raros vislumbres do trono de Deus. O profeta, imediatamente, compreendeu sua condição desesperada, como um pecador na presença do Santo Deus. Quando Deus o limpou, Isaías entendeu seu débito e mostrou sua gratidão, aceitando uma incumbência difícil para pregar a uma nação que não queria saber disso. Isaías é um exemplo da mudança de pecador a servo. Deus mudou dramaticamente a vida de Isaías!  

Ação: Mostre sua gratidão pela salvação, servindo o Senhor.

23 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 9:1-9; Efésios 3:14-21; Salmo 21; Provérbios 6:6-11; Isaías 3-5.  

Versículo Especial“Ai dos que são sábios a seus próprios olhos e prudentes em seu próprio caminho” (Isaías 5:21).  

Pensamento Bíblico: “Ai dos que ao Mal Chamam Bem, e ao Bem, Mal” (Isaías 5:20). Através de todo este trecho, Deus está anunciando e explicando seus julgamentos contra Judá. A nação se considerava próspera e segura, mas Deus via sua podridão interior. Ele fala, por exemplo, das mulheres preocupadas com sua aparência externa. Deus trocaria sua beleza por feiura e seus finos perfumes por maus cheiros. Em vez de atrairem os homens, elas teriam que implorar a eles para se casarem com elas, para recuperarem sua dignidade (3:16-4:1). Outros males em Judá incluíam: ì  Má liderança, í Opressão das pessoas pobres, î Embriaguês, ï Injustiça e suborno, ð Arrogância, e ñ Desprezo geral por Deus e sua vontade.  

Ação: Preste atenção em sua beleza interior. É esta a que Deus vê.

22 de julho de 2012

MEDIUTÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 8:40-56; Efésios 3:1-13; Salmo 20; Provérbios 6:1-5; Isaías 1-2.  

Versículo EspecialO boi conhece o seu possuidor, e o jumento, o dono da sua manjedoura; mas Israel não tem conhecimento, o meu povo não entende” (Isaías 1:3).  

Pensamento Bíblico“O Meu Povo não Entende” (Isaías 1:3). Israel era uma nação rebelde, que tinha esquecido seu próprio Dono. Diferente dos animais, que podem ser muito leais aos seus donos, Israel escolheu ignorar seu Deus. Muitos, hoje em dia, seguem a mesma trilha perigosa. A evidência da existência e do poder de Deus nos rodeia, entretanto, muitos persistem no pecado. Quando esquecemos Deus, podemos esperar que ele nos esqueça.  

Ação: Pense em Deus hoje e todos os dias.

21 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 8:26-39; Efésios 2:11-22; Salmo 19; Provérbios 5:15-23; Cântico 5-8.  

Versículo Especial“Mas, agora, em Cristo Jesus, vós, que antes estáveis longe, fostes aproximados pelo sangue de Cristo” (Efésios 2:13).  

Pensamento Bíblico“Porque Ele é a Nossa Paz” (Efésios 2:11-22). Isaías apontou o Messias como o “Príncipe da Paz” (Isaías 9:6). Paulo contou aos Efésios como Jesus cumpriu esse propósito em mais de um sentido. Ele restaurou a paz entre inimigos humanos quando ele construiu igrejas com judeus e gentios. Mais importante, ele trouxe a paz entre Deus e os homens ao remover o pecado que os separava.  

Ação: Seja agradecido pela oportunidade de estar em paz com Deus.

20 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 8:19-25; Efésios 2:1-10; Salmo 18:43-50; Provérbios 5:7-14; Cântico 1-4.  

Versículo Especial“Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas” (Efésios 2:10).  

Pensamento BíblicoSalvo pela Graça, Mediante a Fé (Efésios 2:8-10). Paulo nos dá um belo resumo da salvação, nestes versículos. A salvação é pela graça (favor não merecido), através da . É um dom de Deus, que não pode ser ganho por nossas obras.Os salvos tem sido criados em Jesus, para andar em boas obras.  

Ação: Mostre sua apreciação pela grande dádiva da salvação andando em boas obras para glorificar a Deus.

19 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 8:11-18; Efésios 1:15-23; Salmo 18:20-42; Provérbios 5:1-6; Jó 41-42.  

Versículo EspecialO caminho de Deus é perfeito; a palavra do Senhor é provada; ele é escudo para todos os que nele se refugiam” (Salmo 18:30).  

Pensamento Bíblico“Na Verdade Falei do que Não Entendia” (Jó 42:3). Deus não respondeu a toda a curiosidade de Jó, mas corrigiu o maior erro daquele sofredor. Jó tinha tentado interpretar os atos de Deus sem a revelação de Deus, e tinha sido duramente repreendido. Temos que nos guardar contra o erro de presumir que entendemos o que não sabemos.  

Ação: Quando Deus tiver falado, fale. Quando Deus silenciar, segure sua língua.

18 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 8:1-10; Efésios 1:1-14; Salmo 18:1-19; Provérbios 4:20-27; Jó 39-40.  

Versículo Especial“Eu te amo, ó Senhor, força minha” (Salmo 18:1).  

Pensamento BíblicoCondenando Deus (Jó 40:8). Depois de lembrar Jó de seu poder e de sua sabedoria ilimitados, Deus perguntou severamente: “Acaso anularás tu, de fato, o meu juízo? Ou me condenarás, para te justificares?”  Em sua procura por respostas que satisfizessem a razão humana, Jó contestou a justiça e a bondade de Deus. Quando trocamos a revelação de Deus por nossas idéias do que achamos que deveria ser, condenamos Deus para nos justificarmos. Não temos direito de desafiar a sabedoria de Deus.  

Ação: Receba a palavra de Deus com reverência e humildade.

16 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 7:18-35; Gálatas 6:1-10; Salmo 16; Provérbios 4:7-13; Jó 36-37.  

Versículo Especial“Por isso, enquanto tivermos oportunidade, façamos o bem a todos, mas principalmente aos da família da fé”(Gálatas 6:10).  

Pensamento BíblicoCorrigindo os Desviados (Gálatas 6:1). Ninguém é perfeito! Todos nós cometemos erros, e podemos ser apanhados na armadilha do pecado. Compreendendo este perigo, Paulo instrui os cristãos para olharem uns pelos outros. Quando um tropeça, os outros devem estar lá para ajudá-lo a se levantar. As razões são claras: ì Os cristãos amam uns aos outros (1 João 3:14; 4:11). í Tal amor motiva-nos a retirar aqueles que ficam enredados no pecado (Tiago 5:19-20), porque não queremos ver os que amamos morrerem espiritualmente.  

Ação: Mostre seu amor com seus esforços para recuperar irmãos e irmãs que tenham voltado ao pecado. Nunca esqueça que as almas deles estão em perigo!

13 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 6:43-49; Gálatas 5:1-6; Salmo 13; Provérbios 3:27-30; Jó 31.  

Versículo Especial“Cantarei ao Senhor, porquanto me tem feito muito bem” (Salmo 13:6).  

Pensamento BíblicoPermaneça em Liberdade (Gálatas 5:1). Paulo adverte os Gálatas sobre o perigo de perderem sua liberdade em Cristo, ao voltarem à servidão sob a lei de Moisés. Seu desafio se aplica a nós, também. Os cristãos de hoje não devem deixar a liberdade para voltar à escravidão do pecado. Deus pretende que nós resistamos firmes, pondo toda a nossa confiança em Cristo.  

Ação: Pense na bênção da liberdade em Cristo. Fique em guarda, hoje, contra os esforços de Satanás para levá-lo de volta à servidão do pecado.

12 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 6:37-42; Gálatas 4:21-31; Salmo 12; Provérbios 3:19-26; Jó 29-30.  

Versículo Especial“Quando te deitares, não temerás; deitar-te-ás, e o teu sono será suave” (Provérbios 3:24).  

Pensamento BíblicoA Chave Para uma Noite Bem Dormida (Provérbios 3:21-26). Muitas noites têm sido perdidas por preocupações, culpa e medo. Aqueles que tentam viver sem o Senhor são aptos a serem atormentados nesta vida, passando de um ansioso momento a um próximo com uma certa quantidade de temor do que está por vir. Mas aqueles que confiam em Deus põem sua confiança nele e encontram conforto em sua sabedoria.  

Ação: Lembre-se de que Deus é a fonte do conforto e da confiança. Ele ajuda seus filhos a vencer suas provações.

11 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 6:27-36; Gálatas 4:12-20; Salmo 11; Provérbios 3:13-18; Jó 25-28.  

Versículo Especial“Eis que isto são apenas as orlas dos seus caminhos! Que leve sussurro temos ouvido dele! Mas o trovão do seu poder, quem o entenderá?” (Jó 26:14).  

Pensamento Bíblico“Que Leve Sussurro Temos Ouvido Dele” (Jó 26:14). Jó ficou pasmado, enquanto ele pensava no poder de Deus. Enquanto ele admirava toda a majestade de sua criação, ele concluía que estava vendo apenas uma pequena amostra das maravilhas que Deus pode fazer. Temos a mesma amostra do poder de Deus, sem sermos capazes de ver tudo o que Ele pode fazer. “Mas o trovão do seu poder, quem o entenderá?”  

Ação: Contemple a grandeza e o poder de Deus. Dê a ele louvor reverente.

10 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 6:20-26; Gálatas 4:1-11; Salmo 10; Provérbios 3:7-12; Jó 22-24.  

Versículo Especial“De sorte que já não és escravo, porém filho; e, sendo filho, também herdeiro por Deus” (Gálatas 4:7).  

Pensamento Bíblico: Filhos Adotivos de Deus (Gálatas 4:1-7). Que privilégio! Deus nos libertou da escravidão para permitir-nos ser adotados como seus próprios filhos. Como filhos de Deus, os cristãos se dirigem a ele como a um Pai querido. Por causa de sua bondade e graça, podemos ser considerados como herdeiros de Deus. Nosso Pai é aquele que tem poder sobre o universo inteiro!  

Ação: Se você é um cristão, você é privilegiado por ser chamado filho de Deus. Use bem esse nome!

9 de julho de 2012


Leituras: Lucas 6:12-19; Gálatas 3:19-29; Salmo 9; Provérbios 3:1-6; Jó 20-21.  

Versículo Especial“Porque todos quantos fostes batizados em Cristo de Cristo vos revististes” (Gálatas 3:27).  

Pensamento Bíblico“Filhos de Deus Mediante a Fé em Jesus Cristo” (Gálatas 3:19-29). Este trecho apresenta alguns princípios vitais com respeito ao nosso relacionamento com o Senhor. Note estes pontos: 
   Não somos justificados pela lei de Moisés (ou qualquer outro sistema de lei).
   Só podemos ser justificados pela fé em Jesus Cristo.
   A lei de Moisés (um tutor para guiar as pessoas a Cristo) já não governa.
   A fé que salva inclui o batismo em Cristo.
   Aqueles que pertencem a Cristo são considerados descendentes de Abraão e, através dele, legítimos herdeiros das promessas que lhe foram feitas.  

Ação: Examine sua vida. Você está vivendo pela fé em Jesus?

8 de julho de 2012

REFLEXÃO DA SEMANA


Abra a janela do seu coração 
Abra a janela do teu coração e deixe a alma arejar!
Sabe aquele cheiro de mofo de sonhos
que envelheceu e você nem se deu conta?
Deixe que o vento leve para longe...
Livre-se também do ranço amargo
de toda mágoa e do rancor,
faça uma boa limpeza na vidraça do coração,
garanto que você enxergará melhor a vida lá fora.
Deixe a luz inundar tudo,
apagar as marcas das decepções,
as tristezas das derrotas e da mania de sofrer
por sofrer e acima de tudo,
permita que o sol derreta o gelo da solidão.
Apaixone-se por um sorriso e sorria junto,
ilumine as janelinhas dos olhos...
Ame a pessoa que o espelho reflete todas as manhãs.
Escancare a janela dos desejos e esbanje sonhos,
ninguém sonha em vão,
e também não é verdade que os sonhos fogem,
as pessoas é que desistem...
e eles morrem.
Desenhe um horizonte além da tua janela,
exagere nas cores e...
Faça florescer todos os campos
que sua vista alcança.
Vá além, muito além...
Abra a janela da vida e seja pleno em cada
coisa ainda que pareça pequena.
Viva com a espontaneidade de uma criança.
Debruce na janela e não olhe a vida
passar através dela...
Viva...!!!! 
Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 6:1-11; Gálatas 3:10-18; Salmo 8; Provérbios 2:16-22; Jó 18-19.  

Versículo Especial“Ó Senhor, Senhor nosso, quão magnífico em toda a terra é o teu nome! Pois expuseste nos céus a tua majestade” (Salmo 8:1).  

Pensamento BíblicoDeus é Grande (Salmo 8). Uma noite estrelada de verão é uma boa oportunidade para se pensar na grandeza de Deus. Maravilhando-se com a grandeza do universo, lembre-se de que o salmista descreve os céus como a obra dos dedos de Deus. Um Deus de poder infinito ainda lembra de cada um de nós. Tais bênçãos não deverão ser recebidas levianamente.

Ação: Contemple a grandeza de Deus como é mostrada no maravilhoso universo que nos rodeia. Agradeça a ele por cuidar de você.

7 de julho de 2012

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO



Parábola de um Pai que ama 
“Continuou: Certo homem tinha dois filhos; o mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me cabe. E ele lhes repartiu os haveres. Passados não muitos dias, o filho mais moço, ajuntando tudo o que era seu, partiu para uma terra distante e lá dissipou todos os seus bens, vivendo dissolutamente” (Lucas 15:11-13).
A Parábola do Filho Pródigo é a que conclui e a mais comovedora das três parábolas que Jesus ensinou para defender o seu tratamento com os pecadores. Poderia ter sido chamada Parábola de Um Pai que Ama ao invés de Filho Pródigo porque abre o coração de Deus e expõe os pensamentos dos homens pecadores. Mais ainda, era o filho mais velho ao invés do mais novo que Jesus queria que os seus críticos vissem, pois como ele, eles estavam tão perdidos quanto os “pecadores” que desprezavam, mas na sua arrogante auto-justiça, eles não o sabiam. Eles eram, de fato, os verdadeiros pródigos. Nesta parábola, Jesus propõe assegurar aos pecadores escarnecidos a grandeza do amor perdoador de Deus e de repreender até causar o arrependimento da arrogante insensatez dos seus críticos.
Esta parábola é uma história comovente do amor de um pai por seus dois filhos perdidos, cujo propósito é nos fazer sentir a sua angústia e a sua alegria. Uma ovelha perdida e uma moeda perdida, uma vez encontradas, podem facilmente ser endireitadas, mas o que se pode fazer com um filho teimoso e rebelde? Você pode repor uma ovelha ou uma moeda perdida, mas como se repõe um filho perdido? “Perdido” e “encontrado” chegam a sua intensidade total nesta história final.
O mais jovem dos dois filhos, contencioso para com seu pai e determinado a levar uma vida própria, exige adiantado a sua parte da herança (um terço, Deuteronômio 21:17). O seu orgulho e a sua rebelião afastaram todos os pensamentos da bondade do seu pai ou da dor que a sua partida trará. Neste momento, ele está completamente cheio de si mesmo. Não é uma imagem bonita.
O pai, sabendo muito bem do erro do menino, dá a ele sua herança e olha a partida do jovem – confiante, ingrato e sem noção do que lhe espera. Podemos questionar por que o pai não impediu o seu filho. A razão é simples: ele não impediu porque não poderia, pois no seu coração o menino já havia partido, ele já estava na “terra distante”.
Sem dúvida, o pródigo fez a sua viagem relativamente intoxicado com sua liberdade recém encontrada. Ele devia ter intenções de mais cedo ou mais tarde fazer a sua marca na vida, mas sem ninguém a quem responder e sem ninguém pra ligar, ele rapidamente acabou com sua herança numa orgia da carnalidade, e a liberdade na qual ele havia se exaltado logo virou o tipo mais abjeto da escravidão. Uma fome repentina o reduziu a última degradação (para um judeu) – cuidar de porcos para um homem que o manteve num estado de quase morto de fome. A terra distante tirou-lhe tudo que tinha e nada lhe deu. A própria liberdade que o havia seduzido agora praticamente o destruiu. Ele é o mais baixo de todos os servos.
Este jovem é um modelo perfeito do percurso egoísta da humanidade. Nós também recebemos uma herança rica de Deus – corpos sadios, mentes boas, relacionamentos amorosos, um mundo lindo. Ele “nos proporciona ricamente para nosso aprazimento” (1 Timóteo 6:17) com apenas uma provisão, que devemos reconhecer, agradecidos, a sua bondade. E o que temos feito? Nós pegamos estes presentes como se fossem nossos por direito e os desperdiçamos em empreendimentos que são ou pecaminosos ou sem sentido. A “terra distante” não é um lugar mas sim uma atitude. É a arrogância impensada que diz que não precisamos do Deus que nos criou e que estamos cansados de ele se metendo em nossas vidas. Então, declaramos independência daquele que nos dá ”vida, respiração e tudo mais”, daquele que até nos deu a independência! É quase impossível imaginar ser mais burro do que isso. Foi exatamente desta maneira que Paulo descreveu a degradação do antigo mundo gentio, “porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças; antes, se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato” (Romanos 1:21).
O “filho pródigo” é visto frequentemente como substituto por bêbados, viciados em drogas e atletas sexuais. Mas isso é um erro. Há muitos pródigos retos que desperdiçam os dons de Deus numa busca “respeitável” da riqueza ou do poder ou da sabedoria humana. As vidas são jogadas no lixo em escritórios luxuosos tanto quanto em favelas. Você pode encontrar a “terra distante” em muitos lugares.
O pecado é um desperdício. Leva tudo que é precioso e insubstituível e o destrói. E isso acontece porque tentamos pegar as nossas vidas para nós mesmos ao invés de entregá-los a quem, na sua bondade as entregou a nós inicialmente (Mateus 16:25).
(–por Paul Earnhart).Que Deus Abençoe a Todos Pr Antonio Marques.

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 5:27-39; Gálatas 3:1-9; Salmo 7; Provérbios 2:10-15; Jó 15-17.  

Versículo Especial“Não vim chamar justos, e sim pecadores ao arrependimento” (Lucas 5:32). 

Pensamento Bíblico: Chamando Pecadores ao Arrependimento (Lucas 5:27-32). A obra de Jesus diz-nos muito sobre nosso trabalho de espalhar o evangelho hoje. Não estamos procurando aqueles que já são puros (ou que desejam agir “santamente”), mas aqueles que admitirem sua necessidade de se submeterem ao Senhor. Temos que confiar no evangelho para funcionar como o poder de Deus para salvar. Nossa tarefa é mostrar aos honestos e humildes como voltarão ao Senhor. Temos que chamar os pecadores ao arrependimento.  

Ação: Compartilhe o evangelho com um pecador.

6 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 5:12-26; Gálatas 2:11-21; Salmo 6; Provérbios 2:1-9; Jó 13-14.  
Versículo Especial“Ele, porém, se retirava para lugares solitários e orava” (Lucas 5:16).  

Pensamento Bíblico: Jesus Orava Quando Ele Estava Ocupado (Lucas 5:16). Esta é uma das diversas passagens do Novo Testamento que revelam alguma coisa da prática da oração, na vida terrestre de Jesus. Às vezes, quando ele estava pressionado pelos pedidos de muitas pessoas, ele ainda arranjava jeito de sair sozinho para orar. A comunhão com seu Pai era importante para ele. Damos valor às nossas oportunidades de orar, tanto quanto Jesus dava valor às suas?  

Ação: Aprenda com o exemplo de Jesus; tire algum tempo, sozinho, para orar.

5 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 5:1-11; Gálatas 2:1-10; Salmo 5; Provérbios 1:28-33; Jó 11-12.  

Versículo Especial“De manhã, Senhor, ouves a minha voz; de manhã te apresento a minha oração e fico esperando” (Salmo 5:3). 

Pensamento Bíblico: O Custo da Ignorância (Provérbios 1:28-33). Devemos procurar a sabedoria e o conhecimento que Deus oferece, mesmo assim alguns escolherão ignorá-los. Eles podem não ver razão para seguir o caminho do Senhor. Deus diz aqui que ele permitirá que a sua negligência da verdade produza seu fruto. Aqueles que rejeitam a verdade sofrerão as conseqüências de sua loucura cega. A ignorância custa caro!  

Ação: Ouça a Deus, de modo que você possa habitar seguro (Provérbios 1:33).

4 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 4:38-44; Gálatas 1:11-24; Salmo 4; Provérbios 1:20-27; Jó 9-10.  

Versículo Especial“Quem faz grandes cousas, que se não podem esquadrinhar, e maravilhas tais, que se não podem contar” (Jó 9:10).  

Pensamento BíblicoConfiando em Deus, ao Enfrentar Provações (Salmo 4). Davi teve sua porção de privações, incluindo-se maus tratos imerecidos de outros. Este Salmo revela alguns dos seus princípios para enfrentar tais aflições. Davi entendia a necessidade de: ì Orar, í Conter a raiva, î Manter uma atitude calma, ï Confiar no Senhor, a única fonte infalível de segurança e conforto.  
As mesmas práticas nos ajudarão a tirar vantagem de nossas piores dificuldades. 

Ação: “Oferecei sacrifícios de justiça, e confiai no Senhor” (Salmo 4:5).

3 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 4:31-37; Gálatas 1:1-10; Salmo 3; Provérbios 1:15-19; Jó 6-8. 

Versículo Especial“Com a minha voz clamo ao Senhor, e ele do seu santo monte me responde” (Salmo 3:4).  

Pensamento Bíblico: O Evangelho que Paulo Pregou (Gálatas 1:1-10). Paulo abre esta carta com uma lembrança do que sua mensagem era:
   De Deus, não dos homens.
   A respeito da salvação pela graça de Deus.
   O evangelho de Deus, que não é para ser contaminado ou substituído por outro evangelho, mesmo que esse diferente evangelho venha diretamente de um anjo do céu.  

Ação: Quando você ler sua Bíblia, hoje, lembre-se de que ela contém o evangelho de Jesus Cristo.

2 de julho de 2012

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Lucas 4:14-30; 2 Coríntios 13; Salmo 2; Provérbios 1:8-14; Jó 3-5.  

Versículo Especial“Servi ao Senhor com temor e alegrai-vos nele com tremor” (Salmo 2:11).  

Pensamento BíblicoNações Enfurecidas (Salmo 2). O povo do mundo é, aqui, descrito como nações que desafiam a autoridade de Jeová e seu Filho. Eles se enfurecem e conspiram contra ele, procurando libertar-se dos constrangimentos de sua autoridade. Mas a sua rebelião é fútil, pois Deus se senta e “ri” dos seus débeis esforços para atrapalhar seus planos.  
Esta passagem foi aplicada pelos primeiros cristãos para explicar sua perseguição (veja Atos 4:24-31). Ela mostra que, a despeito da rebelião dos ímpios, Jesus Cristo, de fato, governa o mundo!  

Ação: Lembre-se de que Jesus Cristo é o Rei dos Reis. Sirva-o com reverência e mostre aos outros a necessidade de obedecerem a sua vontade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...