30 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 25:14-30; Romanos 5:1-11; Salmo 78:52-72; Provérbios 19:12-17; Deuteronômio 7-9.  

Versículo Especial: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores” (Romanos 5:8).  

Pensamento Bíblico: O Amor de Deus Mostrado (Romanos 5:1-11). Jesus morreu por nós “sendo nós ainda pecadores.” Ainda que o tivéssemos desprezado, pelo nosso pecado, Jesus, de boa vontade, suportou a pena da nossa perversidade. Quando examinamos a profundidade desse amor, podemos perceber melhor que ele continua a nos oferecer força para triunfar sobre o pecado. Deus quer que vamos para o céu, e ele tem feito tudo para nos ajudar a conseguir isso. Não há razão para fracassarmos!  

Ação: Agradeça a Deus pelo seu amor e perdão. Viva hoje de um modo que o glorificará.

29 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 25:1-13; Romanos 4:13-25; Salmo 78:23-51; Provérbios 19:6-11; Deuteronômio 5-6.  

Versículo Especial: “Estas palavras que, hoje, te ordeno estarão no teu coração” (Deuteronômio 6:6).  

Pensamento Bíblico“Tu as Inculcarás a Teus Filhos” (Deuteronômio 6:7). Nos dias finais, antes de sua morte, Moisés relembrou a história da viagem de Israel pelo deserto. Ele lembrou-os de que Deus lhes havia dado uma lei que eles tinham que obedecer. Ele, então, ressaltou a importância de conhecer os mandamentos de Deus, ensinando-os a seus filhos. Depois daqueles tempos, Deus mudou a lei (Hebreus 7:12), mas não diminuiu o valor da alma de uma criança.  

Ação: Pais, ensinem hoje seus filhos sobre o Senhor.

28 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 24:45-51; Romanos 4:1-12; Salmo 78:1-22; Provérbios 19:1-5; Deuteronômio 4.  

Versículo Especial: “A falsa testemunha não fica impune, e o que profere mentiras não escapa” (Provérbios 19:5).  

Pensamento Bíblico: Pronto Para a Volta do Senhor (Mateus 24:45-51). Somos todos responsáveis perante Deus e podemos ser chamados a qualquer momento para responder pelos nossos atos. Entretanto, é comum viver como se tivéssemos tempo infindável para nos preparamos para o julgamento. Muitos atrasam a obediência, persistindo no pecado, com a idéia sem fundamento de que terão tempo para se arrependerem... algum dia. A única garantia que temos para o futuro é que encontraremos o Senhor, no julgamento. Você está pronto?  

Ação: Viva, hoje, de modo que você esteja preparado para se encontrar com Deus. Nós não receberemos aviso prévio da hora desse encontro!

27 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 24:36-44; Romanos 3:21-31; Salmo 77; Provérbios 18:19-24; Deuteronômio 2-3.  

Versículo Especial: O irmão ofendido resiste mais que uma fortaleza; suas contendas são ferrolhos dum castelo” (Provérbios 18:19).  

Pensamento BíblicoO Justo e o Justificador (Romanos 3:21-26). Paulo agora leva sua discussão da culpa a algumas conclusões vitais. ì Todos pecaram. í Deus justifica gratuitamente, pela graça. î A justificação é pelo sangue de Cristo. ï Deus é justo (sentenciando pena de morte pelo pecado - veja Romanos 6:23). ð Ele também é o justificador (pagando a pena com seu próprio Filho). ñ Este sacrifício salva aqueles que respondem com a fé.  

Ação: Dê graças a Deus pela salvação em Jesus Cristo.

26 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 24:29-35; Romanos 3:9-20; Salmo 76; Provérbios 18:13-18; Deuteronômio 1.  

Versículo Especial: O que começa o pleito parece justo, até que vem o outro e o examina” (Provérbios 18:17).  

Pensamento BíblicoUm Problema que Não Podemos Resolver  (Romanos 3:9-20). Em passagens anteriores, Paulo desenvolveu a idéia de que tanto gentios como judeus pecaram. Agora ele tira algumas conclusões sobre o pecado. ì Todos são culpados (v. 10). í Nossa falha é nossa culpa (v. 12, 23). î Não podemos ganhar a salvação pela perfeita guarda da lei (v.20).  
Pelo nosso pecado, nos separamos de Deus. Não temos capacidade para salvar a nós mesmos. O homem não pode, pelo seu próprio poder, lançar uma ponte sobre o abismo entre ele mesmo e o Santo Deus que está acima de todos. Quando nos vemos como pecadores Sperdidos, sem poderS então estamos preparados para apreciar e aceitar a dádiva da salvação pela graça de Deus.  

Ação: Aplique o princípio de Provérbios 18:17 (acima). Lembre-se de que há dois lados para cada história de conflito.  


25 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 24:15-28; Romanos 3:1-8; Salmo 75; Provérbios 18:6-12; Números 34-36.  

Versículo Especial: “Antes da ruína, gaba-se o coração do homem, e diante da honra vai a humildade” (Provérbios 18:12).

Pensamento BíblicoO Orgulho Precede a Queda (Provérbios 18:12). Todos já devem ter ouvido esta paráfrase da primeira parte deste versículo. O orgulho sempre tem sido uma coisa perigosa, e tem levado à queda muitas pessoas poderosas (por exemplo, o Faraó, Nabucodonosor e uma multidão de outros). Note que há uma afirmação ao inverso, na segunda parte deste versículo: A humildade vem antes da honra. A verdadeira humildade é essencial para se agradar a Deus.  

Ação: “Humilhai-vos na presença do Senhor, e ele vos exaltará” (Tiago 4:10).  

24 de março de 2013

REFLEXÃO DA SEMANA

Céu e Inferno 

Conta-se que um dia um samurai, grande e forte, conhecido pela sua índole violenta, foi procurar um sábio monge em busca de respostas para suas dúvidas. 
- Monge, disse o samurai com desejo sincero de aprender, ensina-me sobre o céu e o inferno. 
O monge, de pequena estatura e muito franzino, olhou para o bravo guerreiro e, simulando desprezo, lhe disse: 
- Eu não poderia ensinar-lhe coisa alguma, você está imundo. Seu mau cheiro é insuportável. 
- Ademais, a lâmina da sua espada está enferrujada. Você é uma vergonha para a sua classe. 
O samurai ficou enfurecido. O sangue lhe subiu ao rosto e ele não conseguiu dizer nenhuma palavra, tamanha era sua raiva. 
Empunhou a espada, ergueu-a sobre a cabeça e se preparou para decapitar o monge. 
- “Aí começa o inferno”, disse-lhe o sábio mansamente. 
O samurai ficou imóvel. A sabedoria daquele pequeno homem o impressionara. Afinal, arriscou a própria vida para lhe ensinar sobre o inferno. 
O bravo guerreiro abaixou lentamente a espada e agradeceu ao monge pelo valioso ensinamento. 
O velho sábio continuou em silencio. 
Passado algum tempo o samurai, já com a intimidade pacificada, pediu humildemente ao monge que lhe perdoasse o gesto infeliz. 
Percebendo que seu pedido era sincero, o monge lhe falou: 
- “Aí começa o céu”. 
Para nós, resta a importante lição sobre o céu e o inferno que podemos construir na própria intimidade. 
Tanto o céu quanto o inferno, são estados de alma que nós próprios elegemos no nosso dia-a-dia. 
A cada instante somos convidados a tomar decisões que definirão o início do céu ou o começo do inferno. 
É como se todos fôssemos portadores de uma caixa invisível, onde houvesse ferramentas e materiais de primeiros socorros. 
Diante de uma situação inesperada, podemos abri-la e lançar mão de qualquer objeto do seu interior. 
Assim, quando alguém nos ofende, podemos erguer o martelo da ira ou usar o bálsamo da tolerância. 
Visitados pela calúnia, podemos usar o machado do revide ou a gaze da autoconfiança. 
Quando injúria bater em nossa porta podemos usar o aguilhão da vingança ou o óleo do perdão. 
Diante da enfermidade inesperada, podemos lançar mão do ácido dissolvente da revolta ou empunhar o escudo da confiança. 
Ante a partida de um ente caro, nos braços da morte inevitável, podemos optar pelo punhal do desespero ou pela chave da resignação. 
Enfim, surpreendidos pelas mais diversas e infelizes situações, poderemos sempre optar por abrir abismos de incompreensão ou estender a ponte do diálogo que nos possibilite uma solução feliz. 
A decisão depende sempre de nós mesmos. 
Somente da nossa vontade dependerá o nosso estado íntimo. 
Portanto, criar céus ou infernos portas à dentro da nossa alma, é algo que ninguém poderá fazer por nós. 
Pense nisso! 
Sua vontade é soberana.
Sua intimidade é um santuário do qual só você possui a chave. 
Preservá-la das investidas das sombras e abri-la para que o sol possa iluminá-la só depende de você.
Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 24:1-14; Romanos 2:17-29; Salmo 74; Provérbios 18:1-5; Números 33.  

Versículo EspecialO insensato não tem prazer no entendimento, senão em externar o seu interior” (Provérbios 18:2).  

Pensamento Bíblico: Resolvendo Não Crescer (Provérbios 18:1-2). Há muitas maneiras de se resolver a não crescer espiritualmente. Estes versículos advertem contra duas delas. ì Podemos isolar-nos, e assim evitar as censuras e advertências feitas por aqueles que se importam conosco. í Podemos falar sem ouvir. Em vez de aprender com Deus e com os outros, podemos arranjar uma razão, justificar-nos e nos defendermos. Podemos convencer a nós mesmos e a outras pessoas, mas não poderemos fazer nosso caminho para o céu com uma conversa macia!  

Ação: Passe algum tempo com cristãos fiéis. Ouça e aprenda.  

23 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 23:29-39; Romanos 2:1-16; Salmo 73:18-28; Provérbios 17:24-28; Números 32.  

Versículo Especial: “Quanto a mim, bom é estar junto a Deus; no Senhor Deus ponho o meu refúgio, para proclamar todos os seus feitos” (Salmo 73:28).  

Pensamento Bíblico: Poupando Nossas Palavras (Provérbios 17:27-28). Há momentos em que temos que falar (veja 1 Pedro 3:15; Atos 4:18-20; Jeremias 20:9). Há outros momentos em que podemos reagir muito depressa, deixando escapar uma opinião que seria melhor que guardássemos para nós mesmos. Temos que escolher as palavras cuidadosamente e usá-las com economia. Alguém disse, bruscamente: “Escolha suas palavras cuidadosamente. Algum dia você poderá ter que enguli-las!”  

Ação: Hoje, pense antes de falar.

22 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 23:23-28; Romanos 1:18-32; Salmo 73:1-17; Provérbios 17:18-23; Números 31.  

Versículo Especial: “Porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade, claramente se reconhecem, desde o princípio do mundo, sendo percebidos por meio das cousas que foram criadas. Tais homens são, por isso, indesculpáveis” (Romanos 1:20).  

Pensamento Bíblico“Atinei Com o Fim Deles” (Salmo 73:1-17). Asafe lutou com uma questão desconcertante: Por que os perversos prosperam enquanto os homens bons sofrem? Há incompreensíveis desigualdades nesta vida. Temos que encontrar uma explicação, como Asafe fez, dentro do contexto maior da eternidade. Quando consultamos a vontade de Deus, podemos compreender o fim dos perversos.  

Ação: Viva corretamente. No fim, valerá a pena.


21 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 23:13-22; Romanos 1:1-17; Salmo 72; Provérbios 17:12-17; Números 29-30.  

Versículo EspecialO que justifica o perverso e o que condena o justo abomináveis são para o Senhor, tanto um como o outro”(Provérbios 17:15).  

Pensamento Bíblico“Nalgum Tempo, Pela Vontade de Deus” (Romanos 1:10). Paulo queria ir à Roma, e estava fazendo alguns planos nesse sentido. Ele finalmente chegou lá, mas provavelmente não foi pelo caminho que ele escolheria! Ele chegou a Roma como um prisioneiro aguardando julgamento, depois de uma perigosa viagem através do Mar Mediterrâneo. Deus freqüentemente permite que nossas vidas tenham reviravoltas inesperadas. Nós, como Paulo, precisamos usar nossas circunstâncias para glorificar a Deus.  

Ação: Sem olhar para sua situação, procure hoje por oportunidades de glorificar a Deus.  

20 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 23:1-12; Atos 28:17-31; Salmo 71; Provérbios 17:6-11; Números 27-28.  

Versículo Especial“Quem a si mesmo se exaltar será humilhado; e quem a si mesmo se humilhar será exaltado” (Mateus 23:12).  

Pensamento BíblicoO Caráter Acima da Reputação (Mateus 23:1-12). Reputação é o que as pessoas pensam que você é. Caráter é o que você é. Muitas pessoas caem na armadilha que pegou os fariseus. Eles eram tremendamente preocupados com sua reputação, desejando o respeito e a admiração dos outros. Mas alguns não eram sinceros, e Jesus censurou sua hipocrisia. Precisamos prestar atenção em um caráter forte, pois Deus nos vê como realmente somos.  

Ação: Humilhe-se diante de Deus; deixe-o moldar o seu caráter.  

19 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 22:34-46; Atos 28:1-16; Salmo 70: Provérbios 17:1-5; Números 26.  

Versículo Especial: O que escarnece do pobre insulta ao que o criou; o que se alegra da calamidade não ficará impune” (Provérbios 17:5).  

Pensamento BíblicoDois Grandes Mandamentos (Mateus 22:36-40). Sempre houve e haverá pessoas ansiosas para determinar qual coisa tem que ser feita, de modo que elas possam negligenciar outras instruções de Deus. Jesus não facilitou muito as coisas para tais pessoas. Ele usou duas afirmações que englobam todos os mandamentos de Deus. Ambas são ordens para amar: fazer o que mais ajuda a quem amamos. Primeiro, temos que amar a Deus com tudo que somos.  Em outro trecho, Ele diz que este mandamento sozinho englobará obediência a todos os outros (João 14:15,21,23). Em segundo lugar, ele diz que temos que amar a nosso próximo como a nós mesmos. Em uma afirmação, ele exclui o egoísmo e exige serviço. Estas duas instruções, verdadeiramente, contêm tudo o que Deus deseja de nós. Elas nos desafiarão a uma vida inteira de devoção.  

Ação: Ame a Deus. Ame a seu próximo.  

18 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 22:23-33; Atos 27:33-44; Salmo 69:19-36; Provérbios 16:27-33; Números 23-25.  

Versículo Especial: “Há caminho que parece direito ao homem, mas afinal são caminhos de morte” (Provérbios 16:25).

Pensamento BíblicoNão Conhecendo as Escrituras (Mateus 22:22-23). Em sua resposta a uma  questão dos saduceus, Jesus ensina sobre o cuidadoso estudo da Bíblia. Ele tira seu argumento de uma declaração de Deus perto de 1500 anos antes! Essa declaração (“Eu sou o Deus de Abraão . . .”) significa vida após a morte, o que implica  ressurreição. Os saduceus erraram quando não entenderam este significado.  Claramente, Jesus considerou que as Escrituras são precisas e confiáveis, e que ele espera que nós sejamos cuidadosos estudantes da Bíblia!  

Ação: Gaste algum tempo, hoje, num cuidadoso estudo da Bíblia.  

17 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 22:15-22; Atos 27:13-32; Salmo 69:1-18; Provérbios 16:22-26; Números 22.  

Versículo Especial“Palavras agradáveis são como favo de mel: doces para a alma e medicina para o corpo” (Provérbios 16:24).  

Pensamento Bíblico: Procurando uma Maneira de Justificar o Mal (Números 22). Balaão, esperando ficar rico por amaldiçoar Israel, parecia determinado a arranjar uma maneira de justificar o pecado. Deus lhe havia dito para não ir com os moabitas, mas ele ficou procurando um modo de rodear essa proibição. Ele continuou “estudando o assunto”, não para buscar a verdade, mas para encontrar uma saída (veja vs. 18-19). Balaão era um homem perverso, loucamente apaixonado pelo temporário salário do pecado. Ele não foi o último dessa raça (veja 2 Pedro 2:15-17).  

Ação: Obedeça as instruções de Deus, mesmo quando ele diz não!  

16 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 22:1-14; Atos 27:1-12; Salmo 68:19-35; Provérbios 16:16-21; Números 21.  

Versículo Especial: “Bendito seja o Senhor que, dia a dia, leva o nosso fardo! Deus é a nossa salvação” (Salmo 68:19).  

Pensamento Bíblico: Cura Condicionada (Números 21). Deus respondeu às reclamações dos israelitas enviando uma praga de serpentes mortíferas. Quando o povo se arrependeu, Deus instruiu Moisés para que pusesse uma “serpente abrasadora” em uma haste para que todo mordido que a mirasse, vivesse (v. 8). Não havia poder salvador na serpente. Olhar para ela não merecia a salvação. Naquele tempo, como agora, a salvação estava condicionada à obediência às ordens de Deus.  

Ação: Se você foi “mordido” por Satanás, olhe para Deus, obedecendo suas instruções (veja João 8:24; Lucas 13:3; Atos 2:38; 22:16; 1 Pedro 3:21).

15 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 21:33-46; Atos 26:24-32; Salmo 68:1-18; Provérbios 16:10-15; Números 19-20.  

Versículo Especial“Pai dos órfãos e juiz das viúvas é Deus em sua santa morada” (Salmo 68:5).  

Pensamento Bíblico: A Semana de Julgamento (Mateus 21:33-46). A última semana antes da morte de Jesus foi uma semana de conflito e julgamento. Os líderes judeus desafiaram a autoridade de Jesus e planejaram sua morte. Mas o Filho de Deus falou com toda autoridade sobre a culpa destes hipócritas. Depois da parábola dos lavradores maus, eles bem entenderam que a pregação de Jesus negou a posição e as doutrinas deles. Jesus julgou seus próprios acusadores!  

Ação: Reconheça a autoridade absoluta de Jesus, e obedeça tudo que ele ordena (veja Mateus 28:18-20).

14 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 21:23-32; Atos 26:12-23; Salmo 67; Provérbios 16:1-9; Números 17-18.  

Versículo Especial: “Alegrem-se e exultem as gentes, pois julgas os povos com eqüidade e guias na terra as nações” (Salmo 67:4).  

Pensamento Bíblico“Eles Discorriam Entre Si” (Mateus 21:23-27). Jesus deu a estes líderes judeus uma lição importante, forçando-os a admitir seus próprios motivos. Eles não estavam à procura da verdade, mas eram astuciosos estudantes da Bíblia. Eles buscavam as Escrituras, não para conhecer o Senhor, mas para justificar e defender suas opiniões pessoais. Tristemente, esta prática continua, hoje em dia! 

Ação: Busque as Escrituras com um coração honesto. Aceite a palavra de Deus como verdadeira, mesmo quando ela discorda de você!

13 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 21:18-22; Atos 26:1-11; Salmo 66; Provérbios 15:29-33; Números 16.  

Versículo EspecialO temor do Senhor é a instrução da sabedoria, e a humildade precede a honra” (Provérbios 15:33).  

Pensamento Bíblico: Moisés e Arão Intercedem Pelos que Erraram (Números 16). Este capítulo conta a rebelião contra Moisés e Arão. Deus tratou os rebeldes firmemente, porém ainda mais israelitas resmungaram contra os líderes ordenados por Deus.  A ira de Deus se derramou e as pessoas morreram aos milhares. Moisés e Arão poderiam, facilmente, ter aplaudido a justiça de Deus. Em vez disso, arriscaram suas próprias vidas para resgatar o mesmo povo que havia pecado contra eles.  

Ação: Imite a atitude de Moisés e Arão. Resgate aqueles que o magoaram.

12 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 21:12-17; Atos 25:13-27; Salmo 65; Provérbios 15:24-28; Números 14-15.  

Versículo Especial“Para que vos lembreis de todos os meus mandamentos, e os cumprais, e santos sereis a vosso Deus” (Números 15:40).  

Pensamento Bíblico: Pecados da Presunção (Números 14 e 15). Estes capítulos contêm duas ilustrações claras do perigo de seguirmos presunçosamente nossa própria vontade, em vez de respeitar cuidadosamente a vontade de Deus. A primeira é o ataque fracassado contra os amalequitas e os cananeus. O mesmo povo que havia se convencido de que não poderia atacar Canaã com o auxílio de Deus, agora tolamente pensou que poderia conquistá-la sem sua ajuda. Fracassaram! O segundo exemplo é aparentemente menor ofensa, apanhar lenha no sábado. Deus ordenou a pena de morte para lembrar o povo de que sua lei não era para ser pisoteada com tal descuido e desrespeito. Suas leis específicas e penalidades são diferentes hoje em dia, mas Deus espera que nos aproximemos de suas instruções com reverência.  

Ação: Teste suas ações hoje. Certifique-se de que está respeitando Deus a cada passo.

11 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 21:1-11; Atos 25:1-12; Salmo 64; Provérbios 15:19-23; Números 12-13.  

Versículo EspecialO justo se alegra no Senhor e nele confia; os de reto coração, todos se gloriam” (Salmo 64:10).  

Pensamento Bíblico“Éramos Como Gafanhotos” (Números 13). Doze espias foram mandados para espionar a terra que Deus estava dando a Israel. Eles foram enviados para fazer um relatório sobre a terra, e não para determinar se eles poderiam tomá-la. Este assunto deveria estar terminado: Deus a estava dando a eles. Dez dos espiões levaram uma nação à covardia, sem fé, quando se esqueceram de Deus e viram apenas sua própria fraqueza. Caímos no mesmo engano hoje em dia, quando deixamos de enfrentar os desafios confiando na força de Deus (veja Filipenses 4:13).  

Ação: Enfrente os seus desafios com confiança no poder de Deus.

10 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 20:29-34; Atos 24:22-27; Salmo 63; Provérbios 15:13-18; Números 10-11.  

Versículo Especial“Melhor é um prato de hortaliças onde há amor do que o boi cevado e, com ele, o ódio” (Provérbios 15:17).  

Pensamento Bíblico: O Povo se Queixou (Números 11). Os israelitas ficaram famosos por seus resmungos e queixas no deserto. Neste caso, suas reclamações refletiam a fraca fé no poder de Deus para abastecê-los. Deus não viu suas queixas como mera irritação sem importância, mas como um crime maior. Há uma lição aqui para uma época de abundância, na qual muitas vezes tomamos nossas bênçãos como um merecimento. O exemplo de Israel mostra o perigo dessa ingratidão. Temos que aprender com os enganos deste povo.  

Ação: Reconheça suas bênçãos e agradeça a Deus por elas.  

9 de março de 2013

REFLEXÃO DA SEMANA

A Grande Pergunta 
Em lamentável indiferença, muitas
pessoas espera pela morte do 
corpo, a fim de ouvirem as sublimes
palavras do Cristo. 
Não se compreende, porém, o
motivo de semelhante propósito. 
O Mestre permanece vivo em seu 
Evangelho de Amor e Luz. 
É desnecessário aguardar ocasiões 
solenes para que lhe ouçamos 
os ensinamentos sublimes e claros. 
Muitos aprendizes aproximam-se 
do trabalho santo, mas desejam
revelações diretas. 
Teriam mais fé, asseguram 
displicentes, se ouvissem o 
Senhor, de modo pessoal, 
em suas manifestações divinas.
Acreditam-se merecedores de 
dádivas celestes e acabam
considerando que o serviço 
do Evangelho é grande em 
demasia para o esforço humano
e põem-se à espera de milagres
imprevistos, sem perceberem que
a preguiça sutilmente se lhes 
mistura à vaidade, 
anulando-lhes as forças. 
Tais companheiros não sabem 
ouvir o Mestre Divino em seu
verbo imortal. Ignoram que 
o serviço deles é aquele a 
que foram chamados, por mais 
humildes lhes pareçam as 
atividades a que se ajustam. 
Na qualidade de político ou 
de varredor, num palácio ou 
numa choupana, o homem da 
Terra pode fazer o que lhe 
ensinou Jesus. 
É por isso que a oportuna 
pergunta do Senhor deveria
gravar-se de maneira indelével
em todos os templos, para que 
os discípulos, em lhe pronunciando
o nome, nunca se esqueçam de atender, sinceramente, às recomendações
do seu verbo sublime.
E por que me chamais Senhor,
Senhor, e não fazeis o que eu digo?
- Jesus. (LUCAS, 6:46)

Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 20:17-28; Atos 24:10-21; Salmo 62; Provérbios 15:7-12; Números 8-9.  

Versículo Especial“A língua dos sábios derrama o conhecimento, mas o coração dos insensatos não procede assim” (Provérbios 15:7).  

Pensamento BíblicoNão Ser Servido, Mas Servir (Mateus 20:20-28). O exemplo de Cristo mostra o que ele espera dos cristãos. Não estamos aqui para sermos servidos, nem para sermos elevados a postos de honra e grandeza. Estamos aqui para servir, para nos darmos humildemente em benefício de outros. O mundo tem seus atrasos, com muitas pessoas procurando um jeito de “ficar por cima” dos outros. A imitação de Jesus exige o re-treinamento de nossas atitudes, para retirar o egoísmo do centro de nossas vidas. Temos que seguir Jesus, em vez de acompanhar o mundo!  

Ação: Procure os meios de servir os outros sem egoísmo.

8 de março de 2013

MEDITAÇÃO DO DIA


Leituras: Mateus 20:1-16; Atos 24:1-9; Salmo 61; Provérbios 15:1-6; Números 7.  

Versículo Especial“Assim, salmodiarei o teu nome para sempre, para cumprir, dia após dia, os meus votos” (Salmo 61:8).  

Pensamento BíblicoExigindo Nossos “Direitos” (Mateus 20:1-16). É fácil, especialmente em uma sociedade que encoraja egoísmo e a luta pelo que chamamos “nossos direitos”, é fácil perder a mensagem desta parábola. Enquanto esta orientação precisa ser aplicada em várias situações, é particularmente indispensável que os cristãos resistam à tentação de “exigir seus direitos” em prejuízo de seus irmãos.  

Ação: Preste bem atenção, hoje, nas oportunidades e responsabilidades. Isto tornará mais fácil evitar “exigir direitos” egoístas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...