31 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

31 de maio Dia 151

Leituras: Marcos 12:18-27; 1 Coríntios 15:1-11; Salmo 121; Eclesiastes 2:1-11; 2 Samuel 19.  

Versículo EspecialO meu socorro vem do Senhor, que fez o céu e a terra” (Salmo 121:2).  

Pensamento Bíblico: O Coração do Evangelho (1 Coríntios 15:1-11). Este capítulo contém uma das mais completas defesas da ressurreição de Jesus e de suas ramificações para seus seguidores. Paulo ofereceu estes fatos sobre Jesus: ì ele morreu, í foi sepultado e î levantou-se de novo. Em apoio de suas afirmações, ele ofereceu centenas de testemunhas ainda acessíveis aos seus leitores originais. Paulo sustenta que sua fé, seu trabalho e sua pregação eram todos baseados na verdade.  

Ação: Segure firme a verdade do evangelho.

30 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

30 de maio  Dia 150  

Leituras: Marcos 12:13-17; 1 Coríntios 14:27-40; Salmo 120; Eclesiastes 1:12-18; 2 Samuel 17-18.  

Versículo Especial“Porque Deus não é de confusão e sim de paz. Como em todas as igrejas dos santos” (1 Coríntios 14:33).  

Pensamento Bíblico: Edificação e Ordem (1 Coríntios 14:27-40). Ainda que nem todas as minúcias da assembléia descrita aqui se repitam hoje em dia, esta passagem bem ilustra alguns princípios importantes, incluindo-se: 
   Uso das habilidades para edificar e encorajar.
   Reconhecimento de que Deus traz paz e não confusão.
   Observação da vontade de Deus que as mulheres estejam sujeitas aos homens.
   Prática da ordem na adoração de Deus.  

Ação: Use suas habilidades para glorificar reverentemente a Deus.

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO


ý Respostas Erradas  

Senti uma dor esquisita durante vários dias, e resolvi ir ao médico. Ele fez algumas perguntas e me examinou antes de chegar ao diagnóstico. Descobriu um problema, ele disse, que teria que ser corrigido por cirurgia. Explicou todo o procedimento. Só faltava marcar o dia no hospital. Um pouco desconfiado, marquei consulta com outro médico. Este fez as mesmas perguntas, investigou mais opções e mandou fazer alguns exames antes de chegar ao diagnóstico. Afinal, ele provou (e um terceiro médico confirmou) que o primeiro estava totalmente errado. Não precisei de cirurgia; o problema foi resolvido com um simples tratamento. Tudo isso aconteceu no século passado, e continuo bem! Ainda bem que eu tive oportunidade de comparar respostas e escolher a certa.

Quando se trata de questões do dia a dia, respostas erradas nem sempre trazem conseqüências graves. Erros numa prova na escola podem até ajudar o aluno. Erros cometidos por um profissional – seja médico, mecânico, pedreiro, pintor, etc. – frequentemente podem ser corrigidos por outros.
Mas há um problema na vida de todos nós que precisa ser respondido da maneira certa. Embora ouvimos muitas respostas diferentes e contraditórias, é importante rejeitar todas as soluções erradas. Temos uma oportunidade para achar a resposta certa. Não devemos perdê-la.
O Problema: Nosso Afastamento do Criador
A boa parte da experiência humana e a maior parte da Bíblia servem para mostrar o nosso problema. Os primeiros três capítulos do livro de Romanos oferecem um resumo destas evidências, chegando à conclusão que todos – judeus e gentios – “pecaram e carecem da glória de Deus” (3:23). A consequência do pecado é a morte espiritual, a separação de Deus (Romanos 6:23; Isaías 59:1-2).
Precisamos da Solução
Nem todos os problemas nesta vida precisam ser resolvidos. Não é necessário pintar todas as paredes manchadas, nem essencial consertar todas as coisas quebradas. Mas o problema da nossa separação de Deus é diferente. Precisamos da solução. Se não achar a resposta certa durante esta vida, nós vamos morrer, ser julgados e banidos da presença de Deus para sempre (Hebreus 9:27; 10:30-31; 2 Coríntios 5:10; 2 Tessalonicenses 1:8-9). Não há assunto mais importante, nem problema maior, na vida de cada um de nós. A coisa mais importante e mais urgente que você pode fazer na sua vida é encontrar e aceitar a resposta correta ao seu problema do pecado.
O Que Não Resolve o Nosso Problema
Infelizmente, há muitas sugestões de soluções erradas. Ao longo da história, as pessoas têm tentado diversas maneiras de lidar com o problema do pecado. Até hoje, há milhares de religiões e filosofias, cada uma oferecendo uma solução diferente ao nosso problema. Considere algumas respostas erradas:
ý Sacrifícios de animais não resolvem o nosso problema. No Antigo Testamento, o próprio Senhor mandou que os homens sacrificassem animais pelos seus pecados. Mas estes sacrifícios serviam para ensinar o homem, não para aplacar a ira de Deus. Ele disse: “Entretanto, nesses sacrifícios faz-se recordação de pecados todos os anos, porque é impossível que o sangue de touros e de bodes remova pecados” (Hebreus 10:3-4).
ý Ignorar os fatos não tira a culpa pelo pecado. Da mesma forma que muitas pessoas não procuram tratamento quando sintomas de doença aparecem, há uma forte tendência de olhar para o pecado com vistas grossas. O fato do homem ignorar o pecado não quer dizer que Deus não o vê. Deus condenou a atitude de Eli em relação ao pecado de sua família: “Porque já lhe disse que julgarei a sua casa para sempre, pela iniqüidade que ele bem conhecia, porque seus filhos se fizeram execráveis, e ele os não repreendeu” (1 Samuel 3:13).
ý Negar a culpa não remove o pecado. Caim matou seu próprio irmão. Quando Deus o questionou, ele tentou fugir da responsabilidade: “Não sei; acaso, sou eu tutor de meu irmão?” (Gênesis 4:9).
ý Colocar a culpa nos outros não nos isenta. Esta é a tática mais velha do mundo. Quando Deus confrontou Adão com seu pecado, o homem disse: “A mulher que me deste por esposa, ela me deu da árvore, e eu comi” (Gênesis 3:12). Usou a mulher e o próprio Senhor para desviar atenção dos seus pecados. Quando Saul, o primeiro rei de Israel, desobedeceu a ordem de Deus, poupando a vida do rei dos amalequitas e trazendo vivos alguns animais, ele tentou jogar a culpa nos seus súditos: “...porque o povo poupou o melhor das ovelhas...”“mas o povo tomou do despojo ovelhas e bois” (1 Samuel 15:15,21). O profeta Samuel não aceitou a desculpa do rei: “Visto que rejeitaste a palavra do SENHOR, ele também te rejeitou a ti, para que não sejas rei” (1 Samuel 15:23).
ý Tentar falar com os mortos não responde à nossa necessidade. Alguns anos depois, Saul ficou tão desesperado que ele procurou uma necromante para achar respostas aos seus problemas. Não resolveu nada. Ele morreu no dia seguinte (1 Samuel 28:3-19; 31:6). Qualquer tentativa de comunicar com os mortos é proibida por Deus (Deuteronômio 18:10-12) e não resolve o nosso problema (veja Lucas 16:30-31).
ý A filosofia e a sabedoria humana não resolvem o problema do homem. Existem filosofias que oferecem conhecimento ou felicidade como os alvos principais, até negando a existência de Deus e a realidade do pecado. “Porventura, não tornou Deus louca a sabedoria do mundo? Visto como, na sabedoria de Deus, o mundo não o conheceu por sua própria sabedoria...” (1 Coríntios 1:20-21).
ý O ascetismo não responde ao nosso problema. Algumas filosofias exigem bastante disciplina e autonegação dos adeptos, mas ainda não resolvem o problema real: “Tais coisas, com efeito, têm aparência de sabedoria, como culto de si mesmo, e de falsa humildade, e de rigor ascético; todavia, não têm valor algum contra a sensualidade” (Colossenses 2:23).
ý tempo não resolve o problema do pecado. Ouvimos tantas declarações confiantes: “O tempo resolve tudo”; “Só o tempo resolve”; “Dá um tempo e vai dar tudo certo”. Talvez o tempo resolva alguns problemas mundanos, mas jamais resolverá o problema causado pelo nosso pecado. Algumas religiões se baseiam na busca de soluções no tempo, especialmente as religiões que ensinam a reencarnação (budismo, kardecismo, hinduísmo, etc.). Nestas crenças, o aperfeiçoamento do homem se torna uma função do tempo. Qualquer doutrina de reencarnação nega a graça de Deus e o valor do sacrifício de Jesus. Toda a história bíblica contradiz qualquer noção que o tempo possa resolver o nosso problema. Milhares de anos passaram desde o primeiro pecado até a vinda de Jesus, e os homens ainda aguardavam a solução divina.
A Única Resposta Certa
Há muitas respostas erradas, mas apenas uma correta. A única solução ao problema do pecado é o sangue de Jesus Cristo: “...assim também Cristo, tendo-se oferecido uma vez para sempre para tirar os pecados de muitos....” (Hebreus 9:28); “Porque, com uma única oferta, aperfeiçoou para sempre quantos estão sendo santificados” (Hebreus 10:14). O sangue de Jesus tira o pecado e permite a nossa reconciliação com Deus (Hebreus 10:19-20; Mateus 26:28).
Como Receber o Benefício deste Sangue
Jesus morreu e pagou o preço do nosso pecado. Mas ele não obriga ninguém a aceitar o perdão que ele oferece. Para ser lavado no sangue do Cordeiro de Deus, o pecador precisa crer em Jesus como o Eterno Senhor (João 8:24), arrepender-se dos seus pecados (Lucas 13:3) e ser batizado para remissão dos pecados (Marcos 16:16; Atos 2:38; 22:16; Gálatas 3:26-27).
Mesmo depois de fazer tudo isso, é possível cair novamente no pecado. O cristão que peca não precisa ser batizado de novo, mas precisa voltar e se reconciliar com Deus. Para isso, é necessário reconhecer o pecado, confessando-o a Deus e pedindo perdão (Atos 8:20-24). Quando um cristão desviado volta ao Senhor, é uma conversão que salva o pecador da morte (Tiago 5:16,19-20). Sabendo que os seus discípulos tropeçam, Jesus age como nosso Advogado junto ao Pai, mas ele exige que mostremos a humildade para confessar os nossos pecados (1 João 1:7 - 2:2).
Acerte a Resposta
Jesus disse: “Entrai pela porta estreita (larga é a porta, e espaçoso, o caminho que conduz para a perdição, e são muitos os que entram por ela), porque estreita é a porta, e apertado, o caminho que conduz para a vida, e são poucos os que acertam com ela” (Mateus 7:13-14).
(–por Dennis Allan)  que Deus Abençoe a Todos Pastor Antonio Marques.

29 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

29 de maio  Dia 149  

Leituras: Marcos 12:1-12; 1 Coríntios 14:20-26; Salmo 119:161-176; Eclesiastes 1:9-11; 2 Samuel 15-16.  

Versículo Especial“Alegro-me nas tuas promessas, como quem acha grandes despojos” (Salmo 119:162).

Pensamento Bíblico: Rejeitando os Servos e o Filho (Marcos 12:1-12). A parábola de Jesus sobre os perversos lavradores da vinha reflete especialmente as atitudes dos chefes judeus para com ele. Eles rejeitaram os mensageiros de Deus e finalmente rejeitaram o Filho de Deus. Tristemente, as mesmas atitudes têm sido refletidas por judeus e gentios que não receberam Jesus Cristo. Não querendo aceitar o testemunho dos profetas da Bíblia, no final de tudo, rejeitaram o próprio Jesus. A resposta de Deus: “Exterminará aqueles lavradores” que rejeitam seu Filho.  

Ação: Submeta-se humildemente ao Filho de Deus.

28 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

28 de maio  Dia 148  

Leituras: Marcos 11:27-33; 1 Coríntios 14:10-19; Salmo 119:145-160; Eclesiastes 1:1-8; 2 Samuel 13-14.  

Versículo Especial“As tuas palavras são em tudo verdade desde o princípio, e cada um dos teus justos juízos dura para sempre” (Salmo 119:160).  

Pensamento Bíblico: A Vida Segue (Eclesiastes 1:1-8). Um dos mais desconcertantes livros da Bíblia começa falando dos períodos que observamos na vida na terra. As gerações vêm e vão. O sol se levanta e se põe diariamente. As correntes do vento e do mar correm em seus circuitos. A vida segue.  
Se nossa sabedoria for limitada à observação de fenômenos da natureza, nossa existência se torna uma vida sem graça. É interessante que as filosofias pagãs são freqüentemente descritas como rodas, girando em repetidas voltas sem fim. Alguns até “reciclam” a alma, através da reencarnação. A mensagem de Eclesiastes se desdobra mais além, mas nós finalmente vemos que há um outro aspecto de nossa existência, que altera esta ciranda. “O espírito voltará a Deus” (Eclesiastes 12:7). Não somos recicláveis: nossas almas são eternas!  

Ação: Ande hoje com sua vida vista na perspectiva da eternidade.

27 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

27 de maio  Dia 147  

Leituras: Marcos 11:15-26; 1 Coríntios 14:1-9; Salmo 119:129-144; Provérbios 31:24-31; 2 Samuel 11-12.  

Versículo Especial“Puríssima é a tua palavra; por isso, o teu servo a estima” (Salmo 119:140).  

Pensamento BíblicoJesus Limpa o Templo (Marcos 11:15-19). Temos tantas vezes visto um retrato deformado de Jesus, como um fraco, de fala mansa. O retrato verdadeiro da Bíblia é muito diferente. Jesus expulsou do templo, violentamente, os negociantes (realmente, em duas ocasiões diferentes). O mesmo Jesus, agora, possui todo o poder, e levará os ímpios  a um julgamento de ira.  

Ação: Certifique-se de que o templo de sua vida está limpo, de modo que Jesus não tenha que limpá-lo em ira!

26 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

26 de maio  Dia 146  

Leituras: Marcos 11:1-14; 1 Coríntios 13; Salmo 119:113-128; Provérbios 31:17-23; 2 Samuel 9-10.  

Versículo Especial“Ampara-me, segundo a tua promessa, para que eu viva; não permitas que a minha esperança me envergonhe” (Salmo 119:116).  

Pensamento Bíblico: O Amor Definido em Ação (1 Coríntios 13:1-8). O amor é mais do que atitude ou atração, ele é ação. Examine a aplicação das palavras de Paulo, em 1 Coríntios 13:4-8. O amor engloba todas as qualidades que deveriam ser aparentes na vida de um filho de Deus. Estes versículos ajudam-nos a apreciar o significado de Mateus 22:36-40, onde Jesus nos diz que nosso serviço pode ser resumido em amor a Deus e amor ao próximo.  

Ação: Mostre amor conforme seu modo de viver.

25 de maio de 2014

REFLEXÃO DA SEMANA


Feridas Abertas 

Preparem-se!
Cada dia é em si mesmo um chamado para novas batalhas e os vencedores
serão aqueles que estiverem mais bem preparados,
afinal de contas, a vida não aceita desculpas como o famoso: "ninguém me avisou...".

Será que é preciso avisar mais alguém que sem estudar não se chega a lugar nenhum?
Será que é preciso avisar que estamos na era digital e que o computador substituiu a máquina de escrever?
Fala sério!
É preciso avisar que o cigarro mata?
Que a bebida alcoólica causa dependência,
que a cocaína vicia e corrói o cérebro pelas beiradas e transtorna muitos lares,
que o orgulho mata, fere, machuca e cobra um alto preço da nossa felicidade?
Será que tem gente que ainda não sabe o valor do respeito?
Será que fazem mal aos outros por ignorância das Leis Divinas?
Será que seqüestram pessoas sem saber da Lei dos homens?
Por quê alegamos ignorância quando a dor nos visita
ou a própria vida vem cobrar os nossos erros,
seja através de doenças, da dor ou sofrimento?
Hoje você tem diante de si uma porta chamada " futuro"
e que não é preciso bater para se entrar, nem precisa de apresentação,
nem carteirinha, nem padrinho nem "quem indicou",
precisa sim, ter coragem de abandonar aquilo que sabemos ser prejudicial a nós mesmos,
ao próximo (e até ao distante), e assumir uma postura bem simples diante da vida:
"eu me amo, me aceito e luto para que cada dia seja o meu melhor dia".
Bem vindo ao futuro, hoje!.
Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA

25 de maio  Dia 145  

Leituras: Marcos 10:46-52; 1 Coríntios 12:21-31; Salmo 119:97-112; Provérbios 31:10-16; 2 Samuel 7-8.  

Versículo Especial“Induzo o coração a guardar os teus decretos, para sempre, até ao fim” (Salmo 119:112).  

Pensamento Bíblico: Uma Bela Mulher  (Provérbios 31:10-16). A definição de Deus da beleza, freqüentemente, difere dos padrões humanos. Uma mulher de valor:
   Apoia seu marido
   Trabalha esforçadamente
   Provê as necessidades de sua família.
Note que qualquer envolvimento que possa tirá-la do lar será em benefício de sua famíliaSnão em negligência à família. Este capítulo dá importante orientação para o desenvolvimento de uma mulher piedosa.  

Ação: A despeito dos esforços, em nossa sociedade, para diminuir o valioso papel das mulheres, mostremos fé para seguir o padrão que Deus revelou.

24 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

24 de maio  Dia 144  

Leituras: Marcos 10:32-45; 1 Coríntios 12:12-20; Salmo 119:81-96; Provérbios 31:1-9; 2 Samuel 5-6.  

Versículo Especial“Não fosse a tua lei ter sido o meu prazer, há muito ja teria eu perecido na minha angústia” (Salmo 119:92).  

Pensamento BíblicoUma Chave para Sobreviver à Aflição (Salmo 119:92). As dificuldades aparecem em  nossas vidas. Elas variam de tipo, de freqüência e de intensidade, mas acontecem com todos nós. Alguns usam suas provações para desculpar-se de sua rebelião contra Deus, apontando um dedo acusador ao Senhor. Outros usam-nas construtivamente, para reforçar a fé e melhorar o seu caráter pessoal. Temos que escolher se usaremos nossas lutas como pedras de tropeço ou degraus de pedra.  

Ação: Decida aprender com suas aflições, usando-as como meio de crescimento espiritual (Salmo 119:71).

23 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

23 de maio  Dia 143  

Leituras: Marcos 10:23-31; 1 Coríntios 12:1-11; Salmo 119:65-80; Provérbios 30:29-33; 2 Samuel 3-4.  

Versículo Especial:  “As tuas mãos me fizeram e me afeiçoaram; ensina-me para que aprenda os teus mandamentos” (Salmo 119:73).  

Pensamento BíblicoAs Pessoas Chegam com Manuais de Instrução (Salmo 119:73). Quantas vezes você teve dificuldades em utilizar um produto porque você não se deu ao trabalho de ler as instruções? (Talvez você aprove a velha teoria que diz que “quando nada der certo, é melhor ler as instruções”). Infelizmente, muitas pessoas tentam dirigir suas próprias vidas sem jamais perceberem que seu “Fabricante” forneceu um “manual de instruções”. Deus o fez, e ele escreveu o livro que diz como você deveria funcionar. Leia as instruções, antes que tudo dê errado.  

Ação: Leia e siga as instruções de seu Fabricante.

22 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA


22 de maio  Dia 142  

Leituras: Marcos 10:13-22; 1 Coríntios 11:27-34; Salmo 119:49-64; Provérbios 30:21-28; 2 Samuel 1-2.  

Versículo Especial“Considero os meus caminhos e volto os meus passos para os teus testemunhos” (Salmo 119:59). 

Pensamento Bíblico: Reverência à Mesa do Senhor (1 Coríntios 11:27-34). Paulo agora constrói sobre a base já estabelecida. A ceia do Senhor, como uma comemoração do sacrifício de Jesus, tem que ser observada com solene reverência. A frivolidade rebaixa a comemoração e condena a pessoa descuidada. Nosso modo de participar tem que refletir nosso respeito pelo Senhor e nossa apreciação de seu grande e abnegado sacrifício. Quando comungamos com Jesus e seus seguidores em recordação de sua morte, devemos levar isso a sério.  

Ação: Examine suas atitudes para com Deus.

21 de maio de 2014

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO



O destruidor de lares

Embora raramente identificado, o pecado do egoísmo é o culpado responsável por quase todos os problemas, tristezas, miséria e divisões que ocorrem no lar. Uma das marcas dos “tempos difíceis” sobre a qual Paulo profetizou era que os homens seriam egoístas (2 Timóteo 3:1-2). E, como é triste quando os maridos e as esposas subordinarão as necessidades da família às preferências pessoais, pensando nos termos do egoísmo: O que eu quero, o que eu gosto, meus direitos, meus interesses, e minha felicidade. Pensar de tal modo é praticamente a garantia de tempos difíceis no lar. Mas poucas pessoas vêem o egoísmo como um problema pessoal.
Como H.W. Beecher disse, “O egoísmo é aquele vício detestável que ninguém perdoará nos outros, e ninguém está sem ele dentro de si." É nossa inclinação a nos vermos como as vítimas do egoísmo em vez de culpados. Como uma esposa infeliz sobre a qual li recentemente foi ouvida dizendo, "Meu marido não mostra nenhum interesse no que eu faço. Tudo que importa a ele é o que ele faz naquele lugar - seja lá onde é - que ele trabalha!" Tal atitude pode descrever-nos mais do que nós queremos admitir. Como o povo de Deus, nós não somos ignorantes a respeito dos dispositivos de Satanás (2 Coríntios 2:11), de como o pecado é enganoso, nem de seu poder cegante. Por isso, por mais remoto e improvável que possa parecer, nós devemos ver a possibilidade de egoísmo nas nossas próprias vidas! Como o filho pródigo, cada um de nós deve cair em si para superar a si mesmo (Lucas 15:17). Como Paulo disse, "Examinai-vos a vós mesmos..." (2 Coríntios 13:5), teste seus motivos com honestidade absoluta pois ninguém pode lidar com um problema que não admita que tenha.
Negar a si mesmo é uma das primeiras lições a ser aprendida pelo seguidor de Cristo (Mateus 16:24). Nada é mais fundamental para a obediência e justiça. Sem isso, nenhum homem pode verdadeiramente amar sua esposa como Cristo amou a igreja (Efésios 5:25). Como oamor de Cristo sacrificou a si mesmo para a igreja, assim deve ser o amor do marido para sua esposa. É um amor que dá sem egoísmo. Sem isso, as esposas não podem ser submissas a seus maridos, assim com ao Senhor (versículo 22). O mesmo espírito que leva à submissão ao Senhor deve levar à submissão entre o marido e a esposa. Ser o que o Senhor quer que eu seja significa ser o que devo ser com meu cônjuge. O egoísmo, então, é um pecado contra o homem e Deus – e, muitas vezes, contra os filhos.
Conseqüentemente, criar os filhos na disciplina e admoestação do Senhor (Efésios 6:4) envolve negar a si. Por exemplo, criar os filhos para o céu leva tempo. O egoísmo rouba esse tempo precioso de muitos filhos – sob um pseudônimo, para ter certeza. Ocupado demais, cansado demais, para falar e responder perguntas, para ler a Bíblia, para orar com eles, para levá-los aos cultos. Mas, talvez o que seja pior são aqueles filhos que sofrem porque os pais egoístas dividem o lar em vez de negar a si. É quase impensável que alguns negociariam uma família boa pelo prazer próprio; por uma garrafa, por um amante, pelos "bons tempos". No entanto, continua a acontecer, até em alguns que alegam ser cristãos. Dessas formas, e de outras até ainda mais sutil, o egoísmo é um grande destruidor de laresQue Deus possa nos ajudar a removê-lo das nossas vidas.
(–por Dan S. Shipley) Que Deus Abençoe a Todos Pastor Antonio Marques

MEDITAÇÃO DO DIA

21 de maio Dia 141  

Leituras: Marcos 10:1-12; 1 Coríntios 11:17-26; Salmo 119:33-48; Provérbios 30:15-20; 1 Samuel 30-31.  

Versículo Especial“Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho” (Salmo 119:37).  

Pensamento BíblicoRecordando a Morte de Cristo (1 Coríntios 11:23-26). Num esforço para restaurar a reverência na adoração dos cristãos coríntios, Paulo lembrou-os do significado da ceia do Senhor. Eles deviam comer, a esta mesa, com uma apreciação do significado da comemoração. Jesus tinha dado como modelo: primeiro, dar graças e comer o pão em memória do seu corpo sacrificado; depois, dar graças (veja Mateus 26:27) e beber do cálice, como recordação do seu sangue derramado. A ceia do Senhor serve como uma proclamação da morte de Jesus com uma esperança da sua volta (v. 26). Quando observamos esta comemoração, devemos participar com apreciação reverente do sacrifício de Jesus.  

Ação: Agradeça a Deus pelo sacrifício de seu filho.

20 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

20 de maio Dia 140  

Leituras: Marcos 9:38-50; 1 Coríntios 11:1-16; Salmo 119:17-32; Provérbios 30:7-14; 1 Samuel 28-29.  

Versículo Especial“Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei” (Salmo 119:18).  

Pensamento BíblicoProfundo Arrependimento (Marcos 9:43-50). O inferno é um lugar horrível que tem que ser evitado a todo custo. Jesus salienta este fato com uma série de ilustrações para mostrar as mudanças radicais, necessárias para voltarmo-nos para o Senhor.  
Qualquer coisa que nos tirará do caminho do céu tem que ser cortada fora. Estilos de vida pecaminosos têm que ser abandonados. Temos que parar de andar em pecado e começar a caminhar como filhos da luz.  

Ação: Examine-se. Cortou fora seus pecados?

19 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

19 de maio Dia 139  

Leituras: Marcos 9:30-37; 1 Coríntios 10:23-33; Salmo 119:1-16; Provérbios 30:1-6; 1 Samuel 26-27.  

Versículo Especial“Meditarei nos teus preceitos e às tuas veredas terei respeito” (Salmo 119:15). 

Pensamento Bíblico: A Beleza da Palavra de Deus (Salmo 119). O programa de hoje nos leva ao mais longo dos Salmos. É um poema lindamente construído em exaltação do valor da palavra de Deus. O Salmo é dividido em 22 seções, cada uma indicada por uma letra do alfabeto hebraico. Em hebraico, cada versículo começa com a letra que inicia sua seção. O Salmo 119 é um poema em acróstico elaborado, lembrando-nos da grandeza da palavra revelada de Deus. Está cheio de louvor a Deus pela sua sabedoria e amor, ao dar-nos as Escrituras.  

Ação: Agradeça a Deus pela dádiva de sua Palavra.

18 de maio de 2014

REFLEXÃO DA SEMANA

Deixe a Raiva Secar 

Mariana ficou toda feliz porque ganhou de presente um joguinho de chá, todo azulzinho, com bolinhas amarelas. No dia seguinte, Julia sua amiguinha, veio bem cedo convida-la para brincar. 
Mariana não podia porque ia sair com sua mãe naquela manha. Julia, então, pediu a coleguinha que lhe emprestasse o seu conjuntinho de chá para que ela pudesse brincar sozinha na garagem do prédio. 
Mariana não queria emprestar, mas, com a insistência da amiga, resolveu ceder, fazendo questão de demonstrar todo o seu ciúme pôr aquele brinquedo tão especial. 
Ao regressar do passeio, Mariana ficou chocada ao ver o seu conjuntinho de chá jogado no chão. Faltavam algumas xícaras e a bandejinha estava toda quebrada. 
Chorando e muito nervosa, Mariana desabafou: Esta vendo, mamãe, o que a Julia fez comigo? 
Emprestei o meu brinquedo, ela estragou tudo e ainda deixou jogado no chão. Totalmente descontrolada, Mariana queria, porque queria, ir ao apartamento de Julia pedir explicações. Mas a mamãe, com muito carinho, ponderou: 
- Filhinha, lembra daquele dia quando você saiu com seu vestido novo todo branquinho e um carro, passando, jogou lama em sua roupa? 
Ao chegar a sua casa você queria lavar imediatamente aquela sujeira, mas a vovó não deixou. 
Você lembra do que a vovó falou? Ela falou que era para deixar o barro secar primeiro. Depois ficava mais fácil limpar. Pois e, minha filha! Com a raiva e a mesma coisa. 
Deixa a raiva secar primeiro. Depois fica bem mais fácil resolver tudo. Mariana não entendeu muito bem, mas resolveu ir para a sala ver televisão. 
Logo depois alguém tocou a campainha. Era Julia, toda sem graça, com um embrulho na mão. Sem que houvesse tempo para qualquer pergunta, ela foi falando: 
- Mariana, sabe aquele menino mau da outra rua que fica correndo atras da gente? 
Ele veio querendo brincar comigo e eu não deixei. Ai ele ficou bravo e estragou o brinquedo que você havia me emprestado. 
Quando eu contei para a mamãe ela ficou preocupada e foi correndo comprar outro brinquedo igualzinho para você. Espero que você não fique com raiva de mim. 
Não foi minha culpa. 
Não tem problema, disse Mariana, minha raiva ja secou. E, tomando a sua coleguinha pela mão, levou-a para o quarto para contar historia do vestido novo que havia sujado de barro. 

Autor Desconhecido

MEDITAÇÃO DO DIA

18 de maio Dia 138  

Leituras: Marcos 9:14-29; 1 Coríntios 10:14-22; Salmo 118:15-29; Provérbios 29:22-27; 1 Samuel 25.  

Versículo Especial“A soberba do homem o abaterá, mas o humilde de espírito obterá honra” (Provérbios 29:23).  

Pensamento Bíblico: Escolhendo um Mestre (1 Coríntios 10:14 22). A idolatria era um grande problema, nos dias 
de Paulo, por isso ele lembrava aos seus irmãos que para servir a Cristo era preciso romper definitivamente com os ídolos. Um cristão não podia ficar em cima do muro entre o bem e o mal. A idolatria é um grande problema nos nossos dias. Há grande tentação para seguirmos as coisas do mundo, enquanto tentamos servir a Cristo. Não dará certo. Temos que escolher um só Mestre. 

Ação: “Portanto, meus amados, fugi da idolatria” (1 Coríntios 10:14).

17 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

17 de maio Dia 137  

Leituras: Marcos 9:2-13; 1 Coríntios 10:1-13; Salmo 118:1-14; Provérbios 29:15-21; 1 Samuel 23-24.  

Versículo Especial“Aquele, pois, que pensa estar em pé veja que não caia” (1 Coríntios 10:12).  

Pensamento Bíblico: Coisas Escritas para Nossa Instrução (1 Coríntios 10:1-13). Paulo mostra o valor dos exemplos do Velho Testamento, quando se refere aos erros dos israelitas. Depois que eles foram salvos da servidão no Egito, e a despeito da alimentação espiritual dada por Deus, eles retornaram ao pecado e foram punidos. Lições para nós:
   Fique atento para não pecar.
   Há sempre uma saída para escapar de qualquer tentação.  

Ação: Você vai ser tentado hoje. Ache o livramento que Deus proveu.

16 de maio de 2014

MEDITAÇÃO DO DIA

16 de maio Dia 136  

Leituras: Marcos 8:31-9:1; 1 Coríntios 9:19-27; Salmo 117; Provérbios 29:8-14; 1 Samuel 21-22.  

Versículo Especial“Que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma” (Marcos 8:36).  

Pensamento Bíblico: Seguindo Jesus (Marcos 8:34). Para ser um discípulo de Jesus, é preciso:
   Desejo: “Se alguém quer vir após mim”.
   Negação: “A si mesmo se negue”.
   Determinação: “Tome a sua cruz”.
   Direção: “E siga-me”.  
   Se damos menos que isso, não somos discípulos verdadeiros!  

Ação: Resolva-se hoje a seguir Jesus ao longo de todo este dia e de todos os outros dias.

15 de maio de 2014

MENSAGEM PARA SEU CORAÇÃO

Os Apóstolos Ressuscitaram Mortos

De todos os milagres realizados pelos servos do Senhor, nenhum é mais impressionante do que a ressurreição de mortos. De modo geral, os milagres acompanhavam a nova mensagem pregada por esses servos (Marcos 1:27; Hebreus 2:3-4; 2 Coríntios 12:12). Especificamente, as curas realizadas por Jesus e seus servos ilustravam a capacidade maior de curar a doença espiritual fatal do pecado (Marcos 2:10-12). Do mesmo modo, os milagres de ressurreição foram representações menores e visíveis do poder de Jesus sobre a morte, como visto na sua própria ressurreição e nas suas promessas sobre a ressurreição de todos.
Como embaixadores de Cristo, os apóstolos realizaram muitos milagres aqui na terra. Encontramos nas Escrituras registros de duas ocasiões em que apóstolos foram usados como instrumentos de Deus para ressuscitar mortos.
A Ressurreição de Tabita (Dorcas)
A cidade de Jope, um porto natural na Costa Mediterrânea, foi a cidade onde morava uma mulher chamada Tabita ou Dorcas (a tradução do nome do aramaica ao grego). Tabita era uma cristã amada e respeitada que se dedicava ao serviço aos outros, especialmente ao de ajudar aos pobres. Quando ela morreu, os discípulos em Jope chamaram o apóstolo Pedro, que estava na cidade vizinha de Lida. Quando Pedro chegou, ele achou outras viúvas chorando e mostrando exemplos das boas obras feitas por Tabita. Pedro orou ao Senhor e disse para Tabita se levantar. Ela abriu os olhos e levantou! Pedro apresentou a mulher viva às suas amigas que haviam lamentado sua morte. Além do efeito óbvio e imediato da alegria dos amigos, esse milagre levou muitas pessoas a examinarem a mensagem pregada, e muitas pessoas foram convertidas ao Senhor. A ressurreição de Tabita reforçou a mensagem sobre o Senhor e Salvador que oferece a vida eterna a todos nós!
A Ressurreição de Êutico
A segunda metade do livro de Atos dos Apóstolos registra os primeiros anos do trabalho do apóstolo Paulo. Esse servo de Deus viajou em vários países da Ásia e Europa, pregando o evangelho de Jesus em todos os lugares que passava. Atos conta a história de três viagens extensas que Paulo fez para pregar (geralmente conhecidas como suas viagens missionárias) e de uma outra que fez como prisioneiro sendo transferido de Cesareia para Roma. No regresso da terceira viagem, Paulo estava com pressa para chegar ao seu destino, Jerusalém. Ele e vários outros homens levavam dinheiro doado pelas igrejas da Europa e Ásia para ajudar os cristãos necessitados em Jerusalém. Na volta da Europa, passaram na cidade de Trôade, onde esperavam uma semana para se reunir com os irmãos. Paulo pregou e estendeu seu discurso. Um jovem chamado Êutico, que estava sentado numa janela, dormiu e caiu do terceiro andar do local onde a igreja se reunia. Ele morreu. Quando Paulo se inclinou e abraçou Êutico, o jovem levantou vivo!
milagre realizado naquele dia trouxe alegria para todos os irmãos em Trôade, e o relato da ressurreição de Êutico tem sido transmitido ao longo dos séculos para reforçar a fé de muitos outros. Paulo pregava o evangelho de um Salvador que foi morto, mas que vive. Esse mesmo Salvador oferece a vida às pessoas perdidas e sem esperança por causa do pecado.
O propósito das ressurreições realizadas durante o período apostólico não foi manter a vida de todos os fiéis. De fato, muitos cristãos foram mortos por causa da sua fé, e os apóstolos não agiram para reanimar esses mártires. Estêvão, Tiago e inúmeros outros sacrificaram suas vidas por Jesus e foram enterrados.
Mesmo quando morriam, os discípulos confiavam no Senhor que prometeu uma outra ressurreição na sua vinda. Aqueles, como os cristãos fiéis nos dias de hoje, esperavam com confiança a ressurreição para a vida eterna. Paulo escreveu sobre essa confiança: “A trombeta soará, os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados” (1 Coríntios 15:52).
(–por Dennis Allan)Que Deus Abençoe a Todos Pastor Antonio Marques.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...