28 de setembro de 2016

ANDANDO NA VERDADE

Resultado de imagem para bíblia evangélica
Sobre Esta Pedra

Jesus pediu resultados de boca de urna! Ele perguntou aos seus discípulos o que o público achava dele, sobre sua identidade (Mateus 16:13). Os apóstolos responderam que as pessoas tinham várias idéias sobre quem Jesus era, e depois ele pediu as opiniões dos apóstolos (16:14). Pedro, sempre o porta-voz do grupo, expressou sua crença sobre Jesus, “Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo”. Jesus prometeu “edificar” sua igreja nesta verdade (16:18).
Jesus estabeleceu sua igreja através do trabalho dos apóstolos no Dia de Pentecostes (Atos 2). Algum tempo depois, o evangelista Filipe foi instruído pelo Espírito Santo a aproximar-se do carro de um oficial do governo etíope que estava voltando de seu louvor em Jerusalém e a acompanhá-lo (Atos 8:26ff). Ao ouvir a pregação de Filipe, o eunuco perguntou, “Que impede que seja eu batizado?” (8:36). A resposta de Filipe foi que, se o eunuco cresse com todo seu coração, ele poderia ser batizado. A confissão feita pelo eunuco claramente manifestou sua crença sobre Jesus: “Creio que Jesus Cristo é o Filho de Deus”. Nossa fé nesta verdade sobre a identidade de Jesus é fundamental à nossa salvação, e a confissão que fazemos com nossas bocas é a expressão natural daquela fé.
O apostolo Paulo afirmou a necessidade de crer e confessar para gozar da salvação. “Porém que se diz? A palavra está perto de ti, na tua boca e no teu coração; isto é, a palavra da fé que pregamos. Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação”(Romanos 10:8-10).
Filipe disse ao eunuco que crer era uma necessidade antes do batismo, e o eunuco respondeu confessando que Jesus é o Filho de Deus. Paulo escreveu que devemos acreditar nos nossos corações que Deus levantou Jesus dos mortos, mas o eunuco não disse nada a respeito da ressurreição de Jesus. Há uma contradição entre o que o eunuco fez e o que Paulo escreveu que era necessário?
A diferença entre as duas passagens pode ser entendida ao observar a ligação entre a divindade de Jesus e sua ressurreição. Para os romanos, Paulo observou que Jesus foi declarado ser o Filho de Deus com poder através da ressurreição dos mortos (1:4). A ressurreição foi o milagre que confirmou a declaração de Jesus de ser o Filho de Deus (veja João 5:17; 10:30-33).
Em Romanos 10, Paulo apresentou a evidência (a ressurreição de Jesus) que leva à conclusão (que Jesus é o Filho de Deus). Aqueles que acreditarem que Deus ressuscitou Jesus dos mortos são obrigados a aceitarem sua divindade. Jesus declarava ser divino e ele tem que ser ... ou Deus não teria confirmado sua mensagem ao ressuscitá-lo dos mortos!
(– por Allen Dvorak).Que Deus abençoe a todos pastor Antonio Marques

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...